Cristã secreta encontra paz no coração

Cristã secreta encontra paz no coração

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 12:47

“Eu tenho emprego numa cidade muito religiosa do Irã, onde fui forçada a aprender como praticar o islamismo. Fui ensinada de que se queria ser uma boa muçulmana, não teria que rezar 5 vezes por dia, mas desde os 9 anos de idade eu tive que contar quantas orações eu perdi e tinha de fazê-las também. Por muitos anos eu orei muito e cobri todas essas orações. Fiquei muito orgulhosa e pensei ser uma boa pessoa agora, mas eu ainda não tinha paz em meu coração”, compartilha Ziva, uma cristã secreta iraniana, que participa de um seminário de treinamento de discipulado e encontrou descanso no Senhor Jesus.

Antes de sua conversão, Ziva contou a seu esposo que queria se tornar uma pessoa religiosa, mas ele não se agradou; até quis o divórcio. Ele era comunista e não tinha algum interesse por religião. Ela contou aos pais deles que não permitiram ele se divorciar. Ele os ouviu e permaneceu com ela, mas foi um tempo difícil. Mais tarde, ela enfrentou algumas experiências negativas com a religião imã e Ziva desistiu de ser religiosa. “Joguei fora tudo o que tinha do Islã. Meu esposo ficou feliz, desde que sempre me dizia para não ser religiosa, e agora estava certo.”

Oração

Ziva: “Eu li em um livro secular que você pode só sair de casa para orar e perguntar suas questões a Deus. Eu fiz e fui orar todas as noites, durante várias semanas em nosso pequeno jardim. Eu disse a Deus que se ele não me respondesse então eu iria negá-lO. Então Deus respondeu minhas orações. Meu irmãos estava vivendo na Europa e me disse que havia somente um caminho a Deus, através do Senhor Jesus Cristo. Ele me aconselhou a ter uma bíblia, eu tentei, mas demorou um tempo até consegui-la.”

Nesse tempo seu irmão tentou conseguir para Ziva, sua mãe e irmão um visto para visitarem a Europa, mas foi negado diversas vezes. “De repente, após um tempo de silêncio, meu irmão resolveu tentar mais uma vez para minha mãe e eu, apenas para que víssemos o que Deus iria fazer. E olhe o que aconteceu: 3 semanas depois eu tinha o visto em minhas mãos.”

Mãe

Ziva foi um pouco antes de sua mãe na visita a seu irmão na Europa, para ter um tempo de conversar sobre a fé cristã com ele. “Visitamos a igreja iraniana e um grupo nos lares lá. Após três visitas eu abri meu coração a Jesus embora não entendesse tudo. Deus é bom, Ele me ensinou muito e ajudou-me na fé.”

Quando Ziva retornou ao Irã, muitas coisas mudaram em seu coração. “Eu sentia paz, não estava mais doente, não era mais agressiva ou negativa. Minha irmã foi a primeira a me perguntar o que tinha acontecido. Ela tinha problemas consigo mesma e viu diferença em mim.

Igreja

Alguns meses depois, seu irmão convidou-a novamente para ir a Europa e novamente conseguiu imediatamente o visto. Ele escreveu que não teria muito tempo para ele por conta do trabalho, mas no tempo de sobra, estudariam juntos. Ziva: “Três dias antes deu chegar lá ele perdeu o emprego, então teria agora muito tempo para estudar comigo, desde o amanhecer até tarde da noite. Então nossa irmã chegou, o que nos deu menos tempo para estudar. Mas eu estava tão faminta pela Bíblia que começava às 5 da manhã. Minha irmã ficou curiosa pelo jeito que eu estava lendo a Bíblia. Era muito diferente do que minha irmã tinha feito ou ouvido falar antes. Era com tanta alegria. Meu irmão explicou a ela que estávamos lendo com nosso coração. Imediatamente minha irmã também entregou seu coração a Jesus.”

Após isso, outro milagre aconteceu: “Minha irmã é mais nova que eu e na família há muito mais atenção em mim do que nela. Por muitos anos nós não tivemos um bom relacionamento, mas após nossa conversão, nos tornamos muito próximas. Isso surpreendeu nossa mãe, então explicamos a ela que então entregou seu coração a Jesus.

Treinamento

Ziva vai apenas em grupos nos lares e também visita por volta de 30 pessoas em uma base regular. Alguns deles se reúnem como um grupo nos lares, porque são uma grande família. Alguns frequentam um grupo nos lares e outros estão por si. “Eu tenho chamado para evangelismo. Eu sempre quero contar aos outros sobre Jesus, o que fez por mim e que todos podem recebê-los como eu o recebi. Falo individualmente às pessoas. Não sou uma pessoa para grandes grupos. Gosto do 'um a um'. O seminário de treinamento me ajudou muito a entender a Bíblia mais e mais em todos os princípios da fé cristã. É maravilhoso fazer parte do seminário de treinamento e estou de olho para participar do próximo. Meu povo tem necessidade da verdadeira fé em nosso Senhor Jesus Cristo. Por favor ore comigo porque muitos iranianos encontrarão Cristo”, declarou.

veja também