Cristão é preso por "conversões forçadas"

Cristão é preso por "conversões forçadas"

Atualizado: Segunda-feira, 22 Novembro de 2010 as 12:25

O reverendo Peter Paul Muthyalan foi preso em Islampura, próximo à Bangalore (Karnataka), em 26 de outubro passado. A polícia agiu após a acusação de muçulmanos contra o clérigo protestante de "conversões forçadas". A casa do cristão foi invadida além de terem destruído alguns itens domésticos e bíblias.

O reverendo Muthyalan é um professor de inglês na escola americana Sunshine, segundo George Sajan, presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos (GCIC, sigla em inglês). Muitos estudantes da escola são muçulmanos. O ministro protestante também liderou cultos para cerca de 30 pessoas nos últimos cinco anos em uma igreja local.

Um dia, um colega da escola bíblica lhe deu algumas bíblias na língua Urdu e materiais evangélicos. Alguns estudantes viram esse material e pediram para ver. O pastor contentemente deu algumas brochuras para os estudantes que pediram.

No dia 26, o ataque aconteceu em sua casa, como o reverendo Muthyalan contou a AsiaNews: "Eles [muçulmanos] me agrediram por cerca de uma hora na frente da minhas esposa e do meus filhos. Saquearam o local, levaram o aparelho de DVD e o celular. Agredindo-me, fui levado até a escola. Lá reclamaram para o diretor sobre minhas atividades".

À tarde, agentes policiais da cidade de Nelamangala vieram prender o cristão, bem como o seu irmão, acusando-os de violar a seção 295 (A), que pune "deliberação e pratica de atos maliciosos, visando ofender o sentimento religioso de alguma classe e insultando sua religião ou crença religiosa".

Tradução: Cecília Padilha

veja também