Cristão perseguido consegue fugir a pé da Eritreia

Cristão perseguido consegue fugir a pé da Eritreia

Atualizado: Quinta-feira, 9 Dezembro de 2010 as 10:24

Pelo menos 200 milhões de cristãos ao redor do mundo estão sofrendo algum tipo de perseguição por sua fé em Jesus Cristo. Na Eritreia não é diferente, que ocupa a 11ª posição na classificação de países que mais perseguem cristão, de acordo com a Missão Portas Abertas.

Mas um cristão chamado de "Benji" conseguiu escapar do país. Benji é membro da equipe de Estratégia de Impacto Mundial, uma organização de missões internacionais com sede em Oklahoma. Aos 23 anos ele passou a ter o estatuto de refugiado num país vizinho.

"Por mais de três anos Benji enfrentou incrível sofrimento como resultado de sua fé", diz Kevin Turner, presidente da Estratégia de Impacto Mundial. "Espancamentos, simulação de execuções, privação de comida e água eram comuns durante o seu calvário. Muitas vezes exigindo-lo a renunciar sua fé em Cristo".

Benji foi preso em condições deploráveis, que incluíam o confinamento em contêineres de metal, como sofreu a cantora Helen Berhane, e em cavernas com barras de metal colocadas nas entradas. Benji sobreviveu com dois pedaços de pão e uma xícara de chá por dia. Ele viveu em locais apertados, com quase 300 homens, alguns dos quais morreram.

Benji conseguiu fugir do país a pé, suportando o calor escaldante da África e de hienas mortais. Impacto Estratégico Mundial encontrou em um país vizinho. Ele foi tratado de tifo, malária e desnutrição grave.

Turner, que testemunhou perante o Congresso dos Estados Unidos várias vezes sobre a perseguição e violações dos direitos humanos ao redor do mundo, diz que a história de Benji não é incomum. Impacto Estratégico Mundial trabalha para ajudá-lo a começar uma nova vida.

veja também