Cristãos do Congo estão de partida para ajudar haitianos

Cristãos do Congo estão de partida para ajudar haitianos

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 9:47

O Haiti aguarda o resultado final da eleição presidencial. A incerteza continua a ser um grande problema enfrentado por muitas organizações de atendimento humanitário. As eleições do mês passado fizeram com que muitos haitianos invadissem as ruas para protestar, alegando que as eleições foram fraudadas.

A agitação e a violência nas ruas desta nação levaram muitas pessoas a ficar em casa e as organizações e ministérios tentam ajudar as vítimas que ainda sofrem com terremoto do ano passado.

O diretor da EFCA's Touch Global Touch, Jim Snyder, afirma que o ministério vai ajudar os haitianos. Segundo ele, os cristãos congoleses já tinham planejado fazer um trabalho no país. "A igreja evangélica Livre do Congo manifestou o desejo de enviar missionários para o Haiti para responder às necessidades das pessoas de lá e se engajar na plantação de uma igreja".

A violência tem afetado esse esforço, diz Snyder. "Tudo isso foi agravado por causa da violência pós-eleitoral que ocorreu no início deste mês. Agora, as coisas estão atrasadas até março".

Segundo Snyder, esse esforço será histórico. "É realmente o primeiro grande esforço para enviar missionários fora do continente. Portanto, é um enorme passo de fé".

Trabalhadores do ministério estão animados sobre esta iniciativa. "As culturas haitianas e congolesas são quase idêntica. Existem muitas semelhanças que contribuem para melhorar a plataforma ministerial dos congoleses".

veja também