Cristãos podem ganhar liberdade no Iêmen

Cristãos podem ganhar liberdade no Iêmen

Atualizado: Sexta-feira, 15 Janeiro de 2010 as 12

O governo do Iêmen, país da Península Arábica, iniciou as negociações para a libertação dos seis cristãos sequestrados em junho. Segundo o site Missão Portas Abertas, o Ministro Abu Bakr al-Qirbi adiantou que uma família alemã de cinco pessoas e um engenheiro inglês são reféns na província de Saada, no norte do país.

Johannes e Sabine Hentschel (ambos com 37 anos de idade) e seus filhos Lídia (5), Anna (3), e Simon (1), assim como o engenheiro, foram sequestrados durante um passeio em Saada. Eles estavam com duas alunas de escola bíblica e uma professora sul-coreana, que foram encontrados mortos no dia 12 de junho. Os nove cristãos trabalhavam no hospital de Al Jumhuri, em Saada.

O ministro alemão Guido Westerwelle realizou uma visita surpresa ao Iêmen. Após uma reunião com o presidente Ali Abdullah Saleh, em 11 de janeiro, o ministro Guido disse aos jornalistas que o governo iemenita havia recebido novas informações sobre o paradeiro dos reféns.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também