Cristãos presos durante o ramadã são libertos

Cristãos presos durante o ramadã são libertos

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 9:51

Dois cristãos, Hocine Hocini e Salem Fellak, foram absolvidos da acusação de infringir as regras do ramadã na Argélia. Presos em agosto depois de vistos almoçando durante o mês de jejum do islã durante o dia, no canteiro de obras, onde trabalhavam, na Cabília, Argélia, norte do país. Os homens admitiram ter comido, mas disseram ter feito discretamente.

Hocini e Fellak foram acusados de "ofender o islã", e um promotor público exigiu uma pena de três anos de prisão. Porém, no julgamento do dia 5 de outubro, o juiz rejeitou o caso fora do tribunal, dizendo: "Nenhum artigo [da lei] contém um procedimento judicial contra os homens."

Um grupo de pessoas que se reunia em frente ao tribunal durante a manhã, aplaudiu quando ouviram o veredito. A Argélia é um país de maioria muçulmana; o pequeno número da cristãos chega a algumas dezenas de milhares de pessoas, quase todos eles convertidos do islamismo.

Tradução: Carla Priscilla Silva

veja também