Cristãos são ameaçados por antigos vizinhos

Cristãos são ameaçados por antigos vizinhos

Atualizado: Terça-feira, 14 Dezembro de 2010 as 1:42

Os cristãos foram ameaçados de morte caso voltem para suas casas na vila Katin, na província Saravan, no Laos - mesmo se forem movidos de volta pelas autoridades.

Onze famílias cristãs sofreram meses de assédio, ameaças de confisco de gado e bens, e de detenção antes de serem expulsas de sua aldeia em janeiro. Na sequência da sua expulsão faltaram alimentos, abrigos e água suficiente para todos. As famílias foram informadas de que seriam autorizadas a retornar somente se abandonassem as suas crenças cristãs.

Alguns meses depois, funcionários do governo reuniram-se com as eles para discutir o seu regresso à Katin; os cristãos concordaram se cinco condições fossem cumpridas, incluindo o cessar de toda a perseguição anticristã. Porém os oficiais de Katin se recusaram a aceitar as condições, ameaçando que, se as autoridades agiram os cristãos deslocados de volta contra a vontade dos outros moradores, iriam atirar em cada crente que retornasse.

Tradução: Carla Priscilla Silva

veja também