Cristãos são atacados por multidão de 70 hindus durante reunião de oração, na Índia

A multidão de radicais cercou a casa onde os cristãos estavam reunidos, queimaram Bíblias e roubaram pertences.

fonte: Guiame, com informações de Christianity Daily

Atualizado: Segunda-feira, 15 Março de 2021 as 4:19

O recente ataque está relacionado com a lei anticonversão, em vigor em Chhattisgarh, um dos nove estados da Índia que a lei foi aplicada. (Foto: Mission Network News).
O recente ataque está relacionado com a lei anticonversão, em vigor em Chhattisgarh, um dos nove estados da Índia que a lei foi aplicada. (Foto: Mission Network News).

Na semana passada, 30 cristãos foram violentamente atacados por uma multidão de 70 hindus radicais, durante reunião de oração em casa na Índia. Os cristãos estavam reunidos na casa de Jaggu, que também é crente, em Surguda, distrito de Bastar, no estado indiano de Chhattisgarh.

De acordo com a Christian Solidarity Worldwide  (CSW), a multidão de radicais cercou a casa de Jaggu, enquanto outros atacavam violentamente os cristãos dentro da residência. Seis cristãos ficaram gravemente feridos e precisaram ser internados no hospital. Os perseguidores também queimaram as bíblias dos cristãos e os móveis, e roubaram a casa.

"Este ataque brutal a uma reunião de oração é mais um exemplo do aumento dos crimes contra as minorias religiosas em vários estados indianos", disse o presidente-executivo da CSW, Scot Bower. 

Para ele, “quando as reuniões privadas de oração são vistas como alvos fáceis para a violência da multidão, é evidente que os estados estão falhando em defender o direito do indivíduo de manifestar sua fé, que é um aspecto central da liberdade de religião ou crença, e protegido pela constituição indiana”.

O recente ataque está relacionado com a lei anticonversão, em vigor em Chhattisgarh, um dos nove estados da Índia que a lei foi aplicada. A polícia responsável pelo caso afirmou que vai abrir uma investigação contra os agressores.

Sobre as leis anticonversão na Índia

As leis anticonversão na Índia existem desde 1967 nos estados na Índia. Hoje, alguns estados continuam aprovando esse tipo de lei que vai contra a liberdade religiosa, assegurada pelo artigo 25 da própria constituição do país.

Esse tipo de legislação tem o objetivo de coibir tentativas conversões e casamentos interreligiosos por meios forçados ou fraudulentos, ou por aliciamento ou indução.

Segundo a International Christian Concern (ICC), caso uma pessoa queira se converter a uma nova religião, a lei obriga que o convertido e o seu líder religioso precisam apresentar um requerimento à administração central distrital, com 60 dias de antecedência. O não cumprimento desta lei pode acarretar em prisão ou multas.

Com a aprovação de leis anticonversão em diversos estados da Índia, nacionalistas radicais são encorajados a espalhar falsas acusações de conversão forçada por parte de cristãos, com o propósito de justificar sua violência contra os crentes, sem intervenção da polícia local.

veja também