Cristãs quenianas são sequestradas e torturadas

Cristãs quenianas são sequestradas e torturadas

Atualizado: Segunda-feira, 27 Setembro de 2010 as 9:58

Três homens, incluindo o Sr. Y, líder de um grupo de obreiros quenianos apoiado pela Barnabas Fund, viajaram para Nairobi na quarta-feira, dia 15, para ajudar três cristãs na mudança de seu apartamento para um local mais seguro. Embora eles tenham chegado a salvo no local, quando a esposa do Sr. Y tentou contato não obteve resposta. Mais tarde, por volta das 21h ela começou a questionar se algo sério poderia ter acontecido e foi para Nairobi. Lá encontrou o apartamento aberto, mas nenhum vestígio dos obreiros.

A polícia iniciou uma investigação e às 4h do dia 18 de setembro, o grupo foi encontrado - à beira da estrada principal. Todos estavam vivos, amarrados e com seus olhos e bocas vedados com fita adesiva.

As três mulheres foram violentadas e estavam profundamente traumatizadas, em estado de choque e ainda incapazes de falar. No hospital, receberam remédios para reduzir o risco de contrair AIDS. Elas permanecerão internadas por duas semanas, com atenção integral para ajudá-las na recuperação dos sofrimentos físicos, psicológicos e emocionais.

Os obreiros foram torturados e estavam cheios de hematomas. Um deles precisa de tratamento pelo deslocamento de ombro sofrido depois de ser “jogado como bagagem" no caminhão. Os homens permanecerão hospitalizados por cinco dias para aconselhamento. A esposa do Sr. Y disse: "Não importa a agonia, eles louvaram ao Senhor."

Logo no início do incidente, os muçulmanos perguntaram a uma das mulheres: "Quem é o salvador deste mundo?". Quando ela corajosamente respondeu: "Jesus Cristo é o Salvador", bateram e cuspiu-lhe, gritando: "Você está errada, sua prostituta! Osama é o salvador.” Quando o grupo foi finalmente liberto, disseram: "Vocês têm sorte... fomos direcionados a libertá-los.

Poderíamos ter matado vocês hoje à noite. Talvez o seu Jesus os salvaram. Mas aviso... parem de desviar os muçulmanos com sua Bíblia corrupta. Ninguém deve ser adorado senão Alá; e Maomé é seu profeta ".

O Quênia possui uma Igreja forte, embora os cristãos enfrentem oposição, especialmente as mulheres, por causa da situação dos convertidos. Em 18 de julho, ex-muçulmanos se reuniram em uma praia isolada com o Sr. Y e sua equipe para o batismo, quando foram subitamente atacados por uma multidão de 100 muçulmanos, munidos de canos e bordunas (armas indígenas). Cinco foram hospitalizados por vários dias pelas severas agressões.

A Barnabas Fund tem cobrido os custos hospitalares dos obreiros e cristãos envolvidos em ambos os incidentes.

Por favor, ore: • Agradeça ao Senhor que os obreiros voltaram às suas famílias. Continuem a orar pela cura e paz desse trauma terrível. • Ore para que os autores nos dois casos conheçam a verdade que os libertará: Jesus Cristo. • Ore pelos cristãos no Quênia, pois enfrentam oposição e ataques. Ore para que eles tenham coragem e continuem sua caminhada cristã e sem desistir.

Tradução: Carla Priscilla Silva

veja também