Dependentes químicas são acolhidas em Campos dos Goytacazes

Dependentes químicas são acolhidas em Campos dos Goytacazes

Atualizado: Quinta-feira, 21 Janeiro de 2010 as 12

Em Campos dos Goytacazes, RJ, a Comunidade Terapêutica Élcia Barreto Soares tem sido um farol para mulheres que tentam se libertar da dependência química. Segundo relato da missionária Rosângela Maria das Dores, além das que fazem parte do programa de tratamento, há as que buscam aconselhamento, abrindo o coração para a semente do Evangelho.

T, uma jovem de 26 anos que cumpre pena em regime semi-aberto, procurou a ajuda das missionárias, pois estava a ponto de se envolver com problemas no presídio feminino. Após ouvir o plano de salvação, aceitou a Cristo e pediu para que a missionária anotasse o que dissera a ela a fim de que pudesse transmitir a mensagem do Evangelho a outras presidiárias. ''Ela nos escreveu, dizendo que foi o Espírito Santo que a levou até nós e não importa quanto tempo resta para ela na detenção, pois ela agora é livre'', comentou Rosangela.

Com muitos desafios a vencer, as missionárias pedem aos parceiros que intercedam por esse ministério, especialmente por A, interna que está há três meses sem usar crack. Peça a Deus que dê forças para que ela possa seguir em frente, deixando para trás a relação que tinha com as drogas. Rosangela pede ainda que os batistas intercedam pelas meninas que usam drogas e se prostituem em local próximo à Comunidade Terapêutica. ''Continuem intercedendo, pois conseguimos nos aproximar de duas e tenho esperança de resgatá-las para Cristo''.

veja também