Desafio missionário comemora batismo de 36 pessoas

Desafio missionário comemora batismo de 36 pessoas

Atualizado: Sexta-feira, 12 Agosto de 2011 as 11:57

No começo deste ano, a cidade de Itobi, SP, a 249 km da capital, representava um desafio missionário. Não havia sequer um templo adventista no município de 7,5 mil habitantes. Com a campanha Plantio de Igrejas, criada para estabelecer congregações em lugares sem presença adventista, a história mudou. Cerca de 50 fiéis já formam uma congregação em Itobi. O mais recente capítulo desta saga é também um dos mais emocionantes. No sábado, 6 de agosto, 36 pessoas foram batizadas na cidade, como resultado de um esforço de evangelização.

Os novos fiéis foram assistidos com estudos bíblico em suas casas, por meio de um obreiro bíblico. A mobilização contou, nas férias do meio do ano, com a ajuda de jovens voluntários da Missão Calebe. Eles distribuíram convites para a semana especial de evangelização que ocorreu no final de julho. Ainda no período de férias, dois estudantes de Teologia decidiram visitar a cidade e permaneceram por um período, junto com as esposas. Eles visitavam as pessoas interessadas nos estudos da Bíblia e as ajudavam para compreender o texto sagrado.

O pastor Rui Macedo, líder do distrito responsável pela cidade, mostrou-se entusiasmado com a mobilização voluntária. “Um lugar sem igreja e sem evangelista dificilmente doutrinaria as pessoas em uma semana”, afirmou, endossando a importância do apoio dado pelos calebes e pelos estudantes de Teologia.

A continuidade do trabalho será um novo desafio ao evangelismo. Muitas das pessoas interessadas em descobrir mais sobre a Bíblia são imigrantes que se estabeleceram em Itobi para trabalhar na monocultura da cana-de-açúcar e no plantio de cebola, que respondem em parte pela economia local. Orientações sobre um novo estilo de vida cristã, envolvendo a observância do sábado segundo o mandamento bíblico, é uma tarefa a ser desempenhada no momento. “Acredito que em outubro teremos novas decisões nesta cidade”, disse o pastor Rui Macedo.

veja também