Dia das crianças: ONG pede um presente diferente à sociedade

Dia das crianças: ONG pede um presente diferente à sociedade

Atualizado: Quarta-feira, 8 Outubro de 2008 as 12

Dia das crianças: ONG pede um presente diferente à sociedade

O que é comum para alguns pode ser um grande desafio para outros. Por isso, o Instituto Gabi - Centro de Referência, Orientação e Atendimento da Pessoa com Deficiência, localizado na zona sul da cidade de São Paulo - está pedindo aos voluntários, colaboradores e à sociedade um presente diferente no Dia das Crianças. "Pretendemos montar uma Sala de Atividades da Vida Diária com objetos doados", resume Francisco Sogari, jornalista, fundador e presidente da ong.

A intenção dos profissionais que prestam atendimento no Instituto Gabi - dentre eles, psicólogos, fisioterapeutas e pedagogos - é ensinar os deficientes atendidos a cuidarem da rotina básica de uma casa e desenvolver corretamente atividades que os sociabilizem. São exemplos de tais atividades o simples ato de comer sentado à mesa utilizando corretamente os talheres, lavar louças, varrer o chão, arrumar a cama e decorar a sala. "Para ensinar tais atividades aos deficientes, precisamos de uma série de objetos - que vão de refrigerador a copos e panelas - para montar uma casa com quarto, cozinha e sala", explica Sogari.

Além de desenvolverem atividades cotidianas, as crianças e adolescentes aprenderão a livrar-se dos acidentes domésticos, que ocorrem com fogões, ferro de passar roupas, facas e outros objetos que apresentam riscos. E, àqueles que mostram condições favoráveis, ainda serão ensinadas atividades que permitem que eles ajudem na rotina doméstica. "Além disso, muitos poderão comportar-se adequadamente após o aprendizado, evitando que sejam isolados na hora das refeições, por exemplo, e mesmo durante uma reunião social ou familiar", diz o presidente.

Muitas pessoas querem ajudar entidades assistenciais, principalmente no Dia das Crianças e no Natal. "Nada melhor, então, do que presentear com algo duradouro", fala. Sogari diz, ainda, que quem desejar pode contribuir com algum valor mensal para a manutenção da casa ou ainda para a aquisição da Sede Própria, um dos grandes desafios do Instituto Gabi. "Infelizmente, o prédio que alugamos não é totalmente adequado às necessidades das crianças e dos adolescentes, alguns são caideirantes que precisam ser carregados escada acima. Por isso, nossa necessidade é construir um prédio para atender melhor nossas crianças e ampliar o número de atendimentos".

Veja os objetos que o Instituto Gabi pede para montar a Sala de Atividades da Vida Diária (eles podem, inclusive, serem usados em bom estado de conservação):

Refrigerador Fogão Colchão Cama Utensílios de cozinha (pratos, copos, panelas, talheres, eletrodomésticos etc.) Utensílios de limpeza (baldes, panos, rodos, vassoura etc.) Roupa de cama e mesa Ferro de passar roupa Tábua de passar roupa Mesa e cadeiras Sofá Armários e pia de cozinha "É importante lembrar que as pessoas que preferirem doar brinquedos podem fazê-lo. Eles serão entregues às crianças ou ficarão disponíveis na brinquedoteca. Podem ser brinquedos usados, inclusive". O presidente completa: "quem quiser ajudar com dinheiro pode fazê-lo: nós mandaremos um fotos dos objetos adquiridos a quem fizer a doação".

Quem quiser fazer a doação uma única vez ou mensalmente em dinheiro pode contar com a dedução de imposto de renda. Neste caso, ao invés de doar diretamente para o Instituto Gabi, basta direcionar a verba para o Fumcad - que repassa a verba à ong por meio da apresentação de projetos. Mais informações no site www.institutogabi.org.br, link "Doação pode ser deduzida do Imposto de Renda".   

veja também