Diretor da Wolrd Vision fala sobre trabalhos no Sudão do Sul

"As crianças são quem mais sofre com a guerra", diz diretor da World Vision

Atualizado: Sexta-feira, 17 Janeiro de 2014 as 8

"As crianças são quem mais sofre com a guerra", diz diretor da Visão MundialA escalada da violência no Sudão do Sul resultou em novas estimativas de que poderia haver até 10.000 mortes em conflitos recentes, até agora - o que mostra um grande aumento em relação às estimativas anteriores da ONU, que giravam em torno 1.000.
 
A guerra civil começou em 15 de dezembro na capital de Juba, depois de uma tentativa de golpe por soldados leais ao ex-vice- presidente Salva Kiir Riek Machar. Desde então, se o conflito se espalhou por todo o país, dividindo-o, segundo suas linhas étnicas. Os dois líderes políticos pertencem a diferentes tribos - "Dinka" e "Nuer" - e a violência é, em grande parte, sustentada por razões étnicas.
 
Esta última crise é o resultado de anos de instabilidade. Uma agitação política significativa tem assolado o país desde a secessão do Sudão, em 2011, após duas sangrentas guerras civis e a insatisfação com a liderança política resultou em um estado extremamente volátil.
 
O diretor de política e programas para a "World Vision" ("Visão Mundial"), David Thomson tem trabalhado com suas equipes atualmente no Sudão do Sul e falou em entrevista ao "Christian Today" sobre o conflito que atualmente assola o país e as esperanças para o futuro da estabilidade do Sudão do Sul .
 
Ao ser questionado sobre o que a Organização tem classificado como prioridades atualmente no país, Thomson destacou que as crianças têm sido as mais afetadas pela guerra e a Missão busca direcionar boa parte dos cuidados a elas.
 
"A Visão Mundial vem trabalhando no Sudão do Sul nos últimos 25 anos, mas na situação atual em que o conflito se intensificou, estamos vendo grande vulnerabilidade especialmente por parte das crianças, por isso o nosso foco é em torno do bem-estar delas e de sua proteção", disse.
 
O intenso processo de mudança das família também foi um fator lembrado por David como um agravante para as crianças.
 
"Em termos de população e as pessoas que são deslocadas , estamos vendo que cerca de 400.000 pessoas estão sendo deslocadas de suas casas. Quando as pessoas têm de se mover, muitas vezes as crianças perdem seus pais - eles estão mortos ou eles estão separados - e é então que eles são realmente muito mais vulneráveis ??do que já eram . Eles estão em maior risco de violência e exploração sexual", alertou.
 
A Visão Mundial é conhecida por apoiar crianças e famílias em situação de risco e extrema pobreza em todo o mundo. Atualmente, no Brasil, a organização conta com a direção do Pr. Ariovaldo Ramos e apoio de cantores conhecidos, como Ana Paula Valadão e Adhemar de Campos.
 
*Tradução por João Neto
 
Com informações do Christian Today

veja também