Duas igrejas são atacadas na Índia, uma queimada e outra demolida

Cristãos indianos têm enfrentado grandes desafios para manter a Igreja em pé, literalmente, diante de violenta perseguição.

Fonte: Guiame, com informações de Portas AbertasAtualizado: quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022 18:02
Cristãos se reúnem para ver o que restou da igreja em Kistaram. (Foto: Portas Abertas)
Cristãos se reúnem para ver o que restou da igreja em Kistaram. (Foto: Portas Abertas)

Uma igreja na Índia, localizada na vila de Kistaram, no estado de Chhattisgarh, foi incendiada durante a madrugada. 

Como o fogo se espalhou rapidamente, todos os pertences foram reduzidos a cinzas. Cerca de 30 famílias frequentavam regularmente a igreja. 

Os cristãos correram para a delegacia para informar sobre o incidente, mas os policiais mandaram eles de volta para casa e não registraram a queixa. Eles ainda ouviram que, caso reconstruíssem o templo sem permissão, o mesmo poderia acontecer.

Antes do incêndio

O chefe da aldeia e outros líderes estavam insatisfeitos com os cristãos e a construção do espaço de oração. Por causa disso, foi feita uma denúncia à polícia e, no mesmo dia, as autoridades ameaçaram os fiéis e pediram que eles parassem de orar.   

O terreno onde ficava a igreja havia sido cedido por um cristão, Kadti Gurva. A construção foi erguida pelos próprios membros da igreja.

Após o incêndio, os moradores da região ficaram desconfiados que o oficial da delegacia de Kistaram foi cúmplice no ataque, já que a igreja ficava próxima à delegacia e o oficial também se irritava com as orações.

Outra igreja foi atacada no mesmo dia

De acordo com a Portas Abertas, um grupo de hindus radicais demoliu uma igreja perto de Mangalore, no Sul da Índia. O templo St. Anthonys Holy Cross Center foi construído há 40 anos e, durante essas décadas, foi um ponto de encontro para a comunidade cristã local.  

Havia muitas famílias com dificuldades que buscavam asilo e consolo no local. Os extremistas hindus, por outro lado, consideravam a igreja ilegal e a destruíram com uma escavadeira. Agora há muitos cristãos desabrigados.

Essas ações demonstram que a perseguição aos cristãos na Índia só aumentam a cada dia. Apenas no ano passado, mais de 500 incidentes de violência e destruição direcionados a cristãos foram relatados. 

A Índia ocupa a 10ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2022, entre os países onde é mais difícil viver como cristão. O novo ano ainda está começando e as comunidades cristãs em toda a Índia relatam um aumento na violência contra elas, suas famílias e locais de culto. 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições