"Eles se armam e retaliam", afirma correspondente internacional

"Eles se armam e retaliam", afirma correspondente internacional

Atualizado: Sexta-feira, 12 Março de 2010 as 12

Relatos afirmam que homens armados assassinaram centenas de pessoas, inclusive um recém-nascido. Os ataques ocorreram em três vilarejos majoritariamente cristãos, e os oficiais contam que os ataques foram em retaliação aos crimes de janeiro.

Paul Estabrooks, da Portas Abertas Internacional, afirma que a área está no centro da Nigéria, onde dúzias de grupos étnicos se misturam em uma região de terras de conflitos, que separam o norte muçulmano do sul predominantemente cristão.

''Muitas vezes, as pessoas que não conhecem a Bíblia, que não conhecem o Senhor em um relacionamento muito pessoal, têm reações muito humanas e naturais. E a resposta deles quando algo assim acontece é dizer: 'Temos que mostrar para esses caras que o nosso deus é mais forte que o deus deles'. Então, eles se armam e retaliam. E tudo isso provoca um grande ciclo de violência. Nosso líder, Jesus, disse que deveríamos perdoar quando coisas assim acontecessem''.

veja também