Eritreia: Mais uma cristã morre em acampamento militar

Eritreia: Mais uma cristã morre em acampamento militar

Atualizado: Segunda-feira, 1 Fevereiro de 2010 as 12

Mais um cristão morreu enquanto servia em um dos piores centros de detenção da Eritreia. No domingo, 24 de janeiro, Hana Hagos Asgedom, 41, se tornou a 11ª cristã a pagar com sua própria vida o preço de não negar sua fé em Cristo.

Asgedom, membro da igreja Asabe Rhema, morreu de ataque cardíaco enquanto estava na solitária do campo militar Alla. Um pouco antes de sua morte, ela foi agredida com um ferro por se recusar a ''fazer uma xícara de café para seu comandante''. Quando Asgedom negou o pedido, que os cristãos interpretaram como tendo intenções sexuais, ela foi mandada de volta para sua cela, onde enfrentou os castigos e depois veio a falecer.

Logo após sua prisão, Asgedom ficou detida no campo militar Wi'a por três anos. Quando o acampamento foi desfeito a sete meses atrás, ela foi transferida, com  outros prisioneiros, para o acampamento militar Alla. Quando chegou ao novo acampamento, Asgedom recebeu uma última oportunidade de renunciar sua fé. Quando ela se recusou, foi transferida para a solitária.

Um pouco antes de receber a notícia sobre a morte de Asgedom, a Portas Abertas foi informada sobre a libertação do pastor Habtom Tewelde na tarde de quinta-feira, 21 de janeiro. O pastor Habtom, 55, lidera a igreja Evangelho Pleno, e foi preso em 2008. No início, foi mantido na delegacia em Asmara, mas foi relocado para o campo militar de Mitire há seis meses.

Fontes afirmam que o pastor Habtom foi solto devido à complicações na diabetes. Quando foi libertado, o alertaram a não continuar suas atividades cristãs.

Controle

Em dezembro, o governo da Eritreia ordenou que os líderes muçulmanos, a Igreja católica e a Igreja evangélica Luterana parassem de receber fundos de seus parceiros no exterior. Segundo fontes, o governo alertou que iria controlar de perto essas três instituições.

A ordem foi entregue aos três grupos pelo Departamento de Assuntos Religiosos do Estado da Eritreia. De acordo com o responsável, as instituições teriam uma semana para falar com suas organizações de ajuda e dar a resposta para o Departamento.

Aparentemente, a Igreja católica na Eritreia respondeu que, já que o departamento e o governo eram contra sua religião e infringiam a liberdade religiosa, a igreja não iria acatar a ordem. Não ficou claro se os luteranos e os muçulmanos reagiram à ordem.

Pedidos de oração

Deus prometeu edificar sua Igreja. Ore para que Ele cumpra sua vontade através do sofrimento de seu povo na Eritreia, e que sua Igreja realmente seja edificada.

Ore por todos os cristãos que continuam em prisões da Eritreia. Ore por força, para que eles recebam esperança mesmo em meio às circunstâncias.

Não se sabe quantas pessoas Hanna Hagos Asgedom deixou. Ore por aqueles que estão sofrendo com sua morte, para que eles recebam consolo do Espírito Santo.

Ore pela salvação do presidente Afwerki.

Tradução: Missão Portas Abertas

veja também