Esperança para saúde física e espiritual em Moçambique

Esperança para saúde física e espiritual em Moçambique

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

O Projeto Kgomotso (''Consolo'' em português) está cada vez mais próximo de se tornar uma realidade em Moçambique. Segundo a missionária Maria da Conceição, sua idealizadora, o trailler para atendimento médico estará pronto daqui a algumas semanas. Mas a legalização do Kgomotso ainda depende do Ministério da Saúde.

Moçambique possui uma população de cerca de 19 milhões de habitantes e uma das maiores taxas de mortalidade infantil do mundo. A expectativa de vida no país é de 37 anos. De cada mil crianças, 100 morrem com idade inferior a cinco anos de idade. As principais causas são as doenças transmissíveis como AIDS, malária e sarampo.

Médica especializada em Nefrologia (ramo da Urologia que se dedica ao estudo da fisiologia e das doenças dos rins), a missionária Maria da Conceição espera, com o projeto, poder atender à população de regiões mais distantes das periferias da capital Maputo e de Gaza, e ainda realizar eventos evangelísticos e recreativos.

Para viabilizar o projeto, a missionária divulgou nas igrejas locais sua necessidade por voluntários. Várias pessoas atenderam ao chamado e iniciam neste mês um treinamento em grupo. Elas ajudarão na triagem dos atendimentos, na interpretação, na entrega de medicamentos, no evangelismo pessoal, em palestras sobre saúde e na ministração e direção de cultos.

A missionária pede aos batistas brasileiros que orem para que as atividades do projeto comecem em maio e para que elas sejam bem recebidas pelas escolas e comunidades onde há igrejas batistas.

Por Marcia Pinheiro

veja também