Evangélicos são pioneiros no uso da Web para evangelismo

Igrejas descobrem o potencial das redes sociais

Atualizado: Quarta-feira, 21 Março de 2012 as 12:28

Presente em todos os segmentos sociais a Internet é hoje parte essencial do aparato de qualquer pessoa, seja no ambiente de trabalho, no lazer, nas relações sociais, e, por que não dizer, na vida espiritual. 

A informática é hoje usada na evangelização, na edificação e na comunhão entre crentes do mundo inteiro. É um tremendo campo missionário, ainda praticamente inexplorado pelos crentes.

Conforme reportagem da revista Cristianismo Hoje, a Igreja desistiu de demonizar a web e passou a usar suas múltiplas possibilidades para exercer atividades que lhe são essenciais, como a evangelização, o ensino bíblico, a comunhão e até a oração. Das simples mensagens por e-mail com conteúdo cristão, os crentes passaram a propagar sua fé nos chats e nas radiowebs, sem falar nos microblogs, na transmissão de cultos em tempo real e nos aconselhamentos virtuais. É o Reino de Deus tornando-se acessível a um simples clique de mouse.

Segundo pesquisas realizadas pelo antropólogo Airton Jungblut, professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul, entre os chats de conteúdo religioso, os evangélicos são os mais procurados. Na sua tese de doutorado Nos chats do Senhor, o estudioso mensura diversas características do comportamento religioso na net, mapeando o interesse tanto de discutir questões relativas a fé como de converter outros às suas doutrinas. “As razões históricas para esse movimento é que os evangélicos sempre fizeram um uso mais eficiente dos meios de comunicação de massa”, avalia Jungblut. “No passado, o uso da imprensa pelos protestantes foi fundamental para o seu crescimento. Além disso, a forte prática em busca de conversões faz com que se usem de todos os recursos possíveis para divulgar seus pontos de fé.”

A reportagem aponta também que diversos espaços na web para divulgação de material como textos, vídeos e cursos têm surgido, oferecendo ao internauta canais virtuais dos mais diversificados. No ano passado, a Junta de Missões Nacionais (JMN), órgão da Convenção Batista Brasileira, lançou todo o seu material de divulgação anual na internet e realizou a campanha “Vamos invadir o You Tube”, convidando os crentes a postarem vídeos evangelísticos na rede. 

Recentemente, a agência entrou no Facebook com o projeto MIT (“Minuto que impacta e transforma”). “Milhares de pessoas já aderiram”, informa o pastor Marcos Azevedo, coordenador regional da JMN em Pernambuco. “A campanha tem como objetivo principal levar o povo de Deus a orar pela evangelização do Brasil”. Funciona assim: todas as segundas-feiras, os participantes separam um minuto – um minutinho, apenas – para orar, sempre ao meio-dia.

Outra área das modernas tecnologias de comunicação que vem conquistando adeptos entre os evangélicos são as radiowebs. Além do baixo custo, esse tipo de mídia tem a vantagem da praticidade. Segundo o diretor da Gospel Rádio Web, Emanuel Farias, não é possível mensurar a quantidade dessas emissoras evangélicas on line, que crescem a cada dia pela facilidade de criá-las. Só na lista do portal Rádios, que abriga milhares de canais de TVs e rádios que estão na rede, há nada menos que 818 radiowebs na categoria “gospel/evangélicas”. “Qualquer pessoa com um bom computador noções mínimas de áudio e internet consegue fazer uma excelente transmissão”, comenta. Outra vantagem desse tipo de mídia é a interatividade. “Existem web rádios que fazem transmissão on demand, ou seja, através de áudio gravado que fica à disposição no site”, diz o especialista.

veja também