Famílias cristãs fogem de casa após ataque hindu à sua igreja na Índia

Uma multidão de mais de 200 radicais hindus espancaram o pastor durante um culto e ameaçaram de morte os membros.

Fonte: Guiame, com informações de Internacional Christian ConcernAtualizado: terça-feira, 18 de janeiro de 2022 19:56
Uma multidão de mais de 200 radicais espancaram o pastor da igreja. (Foto: Open Doors USA).
Uma multidão de mais de 200 radicais espancaram o pastor da igreja. (Foto: Open Doors USA).

Uma igreja doméstica no estado de Chhattisgarh, na Índia, foi atacada por uma multidão de hindus raciais durante um culto, no dia 9 de janeiro. Após o ataque violento, cinco famílias cristãs fugiram da vila de Odagoan, temendo por sua segurança.

De acordo com a International Christian Concern (ICC), organização que monitora a perseguição no mundo, o pastor e um membro da congregação ficaram gravemente feridos e foram hospitalizados.

Segundo relato do próprio pastor Hemanth Kandapan, o ataque começou quando um radical hindu, chamado de Sanjith Ng, invadiu o culto e começou a espancar ele e os fiéis. Kandapan foi arrastado pelo agressor para fora da casa, onde uma multidão de mais de 200 pessoas havia se juntado.

Fontes locais afirmaram que a multidão espancou brutalmente o pastor e outro cristão, chamado Sankar Salam. Os agressores os xingaram com palavras obscenas e os acusaram de forçar a conversão de hindus ao cristianismo. 

Os dois cristãos tiveram ferimentos internos graves e precisaram ser internados no hospital. Os radicais também ameaçaram de morte o restante da congregação, caso não parassem de cultuar na vila de Odagoan.

“Fiquei preso em casa por quase nove horas. Durante todo esse tempo, fui hackeado e assediado pela multidão, mesmo na presença da polícia”, afirmou Kandapan, à ICC.

No dia seguinte, os líderes do partido nacionalista hindu forçaram os cristãos da aldeia a participaram de uma cerimônia religiosa, onde uma mulher evangélica foi forçada a se converteu ao hinduísmo.

Temendo as ameaças dos radicais, cinco famílias cristãs abandonaram suas casas, fugiram de Odagoan e se abrigaram em aldeias próximas. “A situação na aldeia ainda é tensa. Não sabemos quanto tempo essas famílias terão que ficar fora de suas casas”, disse o pastor Kandapan.

Conforme a International Christian Concern, ataques contra cristãos e igrejas tem se tornado frequentes no estado indiano de Chhattisgarh. Discursos de ódio, feitos por líderes hindus radicais, contra a comunidade cristã acontecem livremente e sem punição das autoridades.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições