Fanatismo leva à morte na Malásia

Fanatismo leva à morte na Malásia

Atualizado: Quarta-feira, 27 Janeiro de 2010 as 12

De acordo com informações das BBC Brasil, dois primos planejaram a morte dos pais de um deles na Malásia. Denominado de ''ritual de purificação'', os jovens acreditavam que as vítimas deveriam ter ''ressuscitado''. Eles foram condenados a dez anos de prisão por terem espancado o casal até a morte.

Ainda de acordo com a BBC BRASIL, os jovens disseram que cometeram o crime por orden de Muhammad Ilyas Abdul Razek, irmão de um dos condenados, que afirmou ter poderes mágicos para ressuscitá-los - já que havia recebido ''poderes especiais'' do líder de um culto proibido.

A Justiça da Malásia determinou que ele deve ser mantido em um hospital psiquiátrico.

Os dois primos cumprirão as sentenças de uma década de prisão, cada um.

veja também