Free to Believe: campanha pela liberdade atinge momento-chave

Free to Believe: campanha pela liberdade atinge momento-chave

Atualizado: Segunda-feira, 29 Novembro de 2010 as 9:54

Na terça-feira, dia 30 de novembro, as assinaturas da petição global da campanha Free to Believe da Missão Portas Abertas e Portas Abertas Internacional serão definitivamente contadas. No Brasil, ultrapassamos 65.000 assinaturas em 1 mês de campanha. No Reino Unido a meta foi ultrapassada e chegaram a 141.007 petições assinadas. O total global agora é uma espantosa soma de 368.000.

Na semana passada, todas as delegações nacionais das Nações Unidas foram notificadas sobre as manifestações de conscientização que foram geradas no mundo inteiro, para dizer SIM à liberdade religiosa e não à Resolução da Difamação de Religião.

Na próxima semana, a petição será apresentada em Nova Iorque, nas Nações Unidas. Essa apresentação será repercutida em todo o mundo, uma vez que presidentes e primeiros-ministros, políticos e diplomatas serão alertados para a preocupação que tem sido manifestada sobre esta questão.

Já o primeiro ministro britânico, David Cameron, disse: "Partilho a sua preocupação de que a Resolução da Difamação da Religião poderia ser usado como pretexto para limitar a liberdade de expressão e de perseguir as pessoas com base em suas crenças... Posso garantir-lhe que o Governo pretende votar contra esta resolução, sempre que for apresentada na Assembleia Geral da ONU e incentivará outros países a fazerem o mesmo... "

Nas próximas duas semanas, a Assembléeia Geral da ONU votará sobre a Resolução.

Esta semana, uma ateia assinou a petição da Portas Abertas Internacional. "Eu considero que a proposta da 'difamação da religião' constituirá uma ameaça terrível... Se eu fosse um pessoa que orasse, definitivamente estaria orando para que ela seja descartada", disse ela.

veja também