Garotas cristãs se dedicam ao trabalho evangelístico e social

Garotas cristãs se dedicam ao trabalho evangelístico e social

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 3:44

Há muito tempo, a secretária deixou de ser apenas aquela que organiza e participa dos afazeres básicos e cotidianos de um escritório, como define os dicionários mais tradicionais. Mesmo com o advento da tecnologia, a profissional tornou-se cada vez mais necessária para manter a organização de documentos, gerenciar contas, elaborar e-mails, ter acesso a informações confidenciais da empresa e do empregador, dentre outras diversas atividades do dia a dia.

Especialistas do ramo ressaltam que quem deseja ingressar nessa carreira é preciso estar ciente de que deverá ter boa comunicação organizacional, tem de saber ouvir, ser detalhista quando necessário, saber tomar decisões e   habilidade com computadores. Além de ter como principais características pessoais a paciência, a diplomacia e a discrição.

O Força Jovem Brasil, da Igreja Universal do Reino de Deus, oferece oportunidade de aprender mais sobre a profissão aos jovens que se identificam com a função por meio do projeto "Secretárias". Nesse programa, as aprendizes são  responsáveis pelos cadastros dos voluntários, das pessoas que se batizam nas águas e também pelos relatórios referentes a todas as atividades desenvolvidas em cada igreja. Além de realizar as atividades referentes ao secretariado, elas também enfrentam desafios e se engajam nas causas sociais voltadas para a cultura, esporte, lazer, educação e cidadania.

Para a líder do projeto em todo o Brasil, Vanessa Madeira, mais do que desejo por uma profissão, as voluntárias precisam ter dentro de si disposição para servir a Deus e de ganhar almas. "Todo primeiro domingo do mês, nos reunimos para a entrega de relatórios referentes a quantidade de jovens que participam das reuniões em cada igreja. Temos também um blog, no qual elas podem baixar arquivos e receber orientações específicas da função, para poder exercê-la tanto dentro da igreja como no mercado de trabalho", explica.

Fernanda Claudiano da Silva, de 26 anos, é uma das participantes da equipe e faz questão de confirmar as palavras de Vanessa Madeira, acrescentando que até já arrumou um emprego graças às experiências adquiridas no Força Jovem. "O grupo tem investido neste trabalho de secretárias, e temos também usado esse aprendizado lá fora no nosso cotidiano. Hoje, sou líder de atendimento de uma empresa, graças a esse trabalho voluntário que me ajudou. Eu sou muito feliz por poder colaborar com ele", finaliza.

Assista o vídeo que contém mais detalhes sobre o projeto:      

veja também