Há brasileiros entre as vítimas do terremoto no Haiti

Há brasileiros entre as vítimas do terremoto no Haiti

Atualizado: Quarta-feira, 13 Janeiro de 2010 as 12

O terremoto que atingiu ontem o Haiti começa a apresentar suas trágicas consequências. O gabinete do senador Flávio José Arns, em Curitiba, informou a morte de Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança e fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa. Ela tinha 75 anos e também era representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), do Conselho Nacional de Saúde e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

O senador era sobrinho de Zilda e irá acompanhar a missão brasileira que segue nesta manhã para o Haiti.

O terremoto de 7 graus na escala Richter também matou até o momento mais 11 brasileiros, segundo o Ministério da Defesa. O Comando do Exército confirmou hoje os nomes dos militares mortos: 1º tenente Bruno Ribeiro Mário, o 2º sargento Davi Ramos de Lima, o soldado Antônio José Anacleto e o soldado Tiago Anaya Detimermani, todos do 5° batalhão de Infantaria Leve, com sede em Lorena (SP). Todos eles estavam fora da base no momento do terremoto.

O Brasil lidera uma missão de paz da ONU no Haiti, onde se encontram 1.266 militares, dos quais 250 da engenharia do Exército, conforme números da Defesa.

O Pr. Jonathan Joseph já entrou em contato com a Sede de Missões Mundiais e informou que ele, sua famílias e os obreiros da terra estão bem. Eles pedem que os crentes brasileiros intensifiquem suas orações por aquela nação.

veja também