Homem carrega cruz de madeira e prega o Evangelho por rodovias: “Deus me chamou”

Acie Burleson disse que recebeu uma direção de Deus para pregar o Evangelho pelas estradas, nos Estados Unidos.

fonte: Guiame, com informações da Fox News

Atualizado: Segunda-feira, 29 Abril de 2019 as 4:41

Acie Burleson disse que recebeu uma direção de Deus para pregar o Evangelho pelas estradas. (Foto: Reprodução/Facebook)
Acie Burleson disse que recebeu uma direção de Deus para pregar o Evangelho pelas estradas. (Foto: Reprodução/Facebook)

A Bíblia registra o chamado de Jesus Cristo para todos os seus seguidores tomarem a própria cruz e segui-lo. O norte-americano Acie Burleson, de 34 anos, encarou a convocação de forma literal e iniciou uma jornada de mais de 3 mil quilômetros pelas estradas de seu país.

Burleson deixou seu estado natal, Carolina do Sul, em 11 de março, viajando de cidade em cidade carregando uma cruz de madeira que ele construiu. Seu destino final é o Grand Canyon, no Arizona.

Ele disse que recebeu uma direção de Deus para pregar o Evangelho e dizer às pessoas para “orarem e estarem prontas para a vinda de Cristo”. “Deus me chamou para fazer isso”, destaca.

“No momento em que entreguei minha vida a Deus, minha vida mudou radicalmente. É isso que facilita essa caminhada — é Jesus”, Burleson compartilhou em seu mais recente vídeo no Facebook. “Jesus é incrível”.

Marido e pai de quatro filhos, Burleson carrega uma pequena tenda, mas ainda não precisou usá-la, já que recebe ofertas generosas de abrigo de pessoas e especialmente igrejas ao longo do caminho. Nesta segunda-feira (29), ele está viajando por Memphis e planeja fazer pregações de rua ao longo do caminho.

Burleson estima que levará três meses para chegar ao Grand Canyon. Ele não sabe o que fará quando chegar lá, mas já tem várias histórias milagrosas para compartilhar.

“Havia uma mulher dirigindo e ela estava olhando para mim, então eu acenei como se estivesse dizendo ‘olá’ e continuei andando. Ela então me cortou e encostou na janela chorando muito”, disse Burleson ao Carolina News and Reporter.

“Enquanto ela chorava eu fiquei tipo ‘meu Deus, o que há de errado? O que aconteceu? Você está bem?’. E ela disse: ‘Eu estava a um quarteirão de me matar e você me parou’”, contou.

Burleson é grato por ter o apoio de sua esposa e filhos, porque naquele dia em particular ele não sentiu vontade de prosseguir com a viagem, mas sua esposa o encorajou a ir. Outros pararam e oraram com ele ao longo da estrada.

veja também