Igreja Adventista reinaugura projeto da lancha Luzeiro em dia de Impacto

Igreja Adventista reinaugura projeto da lancha Luzeiro em dia de Impacto

Atualizado: Segunda-feira, 17 Maio de 2010 as 9:54

O dia 15 de maio, data do Impacto Esperança, começou de madrugada para a equipe de mais de 60 profissionais de saúde que atenderam a três comunidades ribeirinhas do Rio Negro, na periferia de Manaus.

Os médicos, enfermeiros, farmacêuticos e nutricionistas voluntários realizaram mais de 600 consultas e exames, além de distribuir revistas e livros missionários aos assistidos.

Assim que o sol nasceu, centenas de adventistas já chegavam ao porto para se acomodarem na lancha assistencial Luzeiro e em mais duas embarcações. Na agenda do dia, estava a inauguração de uma escola, a doação de uma casa, o lançamento da pedra fundamental de uma igreja, muitos atendimentos na área de saúde e uma grande celebração ao fim do dia. E como era de se esperar, onde a Luzeiro atracava, uma grande fila era formada pelos ribeirinhos. Serviços como exames oftalmológicos, de ultrassom e até extração de dente foram oferecidos gratuitamente. Paralelamente, educadores se valiam de peças, palestras e atividades lúdicas para ensinar a medicina preventiva a crianças e adultos.

Na volta para a zona urbana de Manaus, os voluntários se dirigiram para o anfiteatro de Ponta Negra, onde mais de dez mil pessoas estavam reunidas para celebrar a mobilização missionária do Impacto Esperança. Na programação, os últimos comandantes das lanchas Luzeiro foram homenageados com um troféu personalizado. O quarteto Cânticos Vocal, de Maringá, PR, inspirou o público com músicas que falavam de pioneirismo e desprendimento. Houve uma dramatização que resgatou a história dos pioneiros do projeto, o casal americano Leo e Jessie Halliwel, que na década de 1930 iniciaram o trabalho assistencial na Amazônia e lançaram as sementes do adventismo na região. A cerimônia foi encerrada às 19h (20h em Brasília).

A lancha Luzeiro XXVI resgata um projeto de quase 80 anos. A embarcação vai contar com um comandante, enfermeiro e auxiliar. O restante da equipe de saúde será formado por voluntários, inclusive do Hospital Adventista de Manaus, que atenderão em sistema de mutirão. Devido a relevância do programa para a cidade, os principais veículos de comunicação da região noticiaram o evento.

veja também