Igreja arrecada 50 toneladas de alimentos em reposta à crise humanitária no Acre

Campanha SOS Acre da Assembleia de Deus tem mobilizado cristãos por todo o Brasil em favor da população acreana.

fonte: Guiame, com informações da SENAMI

Atualizado: Segunda-feira, 15 Março de 2021 as 10:54

A SENAMI convocou os crentes de todo o país a socorrer a população acreana através da Campanha SOS Acre. (Foto: Instagram/SENAMI).
A SENAMI convocou os crentes de todo o país a socorrer a população acreana através da Campanha SOS Acre. (Foto: Instagram/SENAMI).

A campanha SOS Acre, idealizada pela Igreja Assembleia de Deus, já arrecadou mais de 50 toneladas de alimentos para doação a população do Acre. O estado enfrenta uma crise humanitária sem precedentes desde fevereiro.

A segunda onda de Covid-19 deixou o sistema de saúde em colapso, somado ao surto de dengue na região. Atualmente, o número de casos soma mais de 60 mil e 1047 pessoas já morreram por coronavírus.

A crise se agravou com as enchentes dos principais rios do estado, que deixaram mais de 130 mil desabrigados. O Acre também enfrenta ao mesmo tempo, uma crise imigratória; centenas de imigrantes estão na cidade de Assis Brasil, esperando a abertura da fronteira do Peru para voltar aos seus países.

Em resposta ao caos vivido no Acre nos últimos meses, a Secretaria Nacional de Missões (SENAMI) da Convenção das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convocou os crentes de todo o país a socorrer a população acreana através da Campanha SOS Acre, promovendo oração e arrecadação de recursos.

“Cada cristão é convocado pelo amor de Deus a exercer a compaixão pelo próximo, através de atos de generosidade, para que as famílias acreanas sejam cuidadas, alimentadas, acolhidas, restituídas”, intercedeu a SENAMI em suas redes sociais.


Doações de cestas básicas chegam em caminhões e barcos às Assembleias de Deus no Acre. (Foto: Instagram/SENAMI).

A Campanha SOS Acre, que começou no início de março, já arrecadou cerca de 50 toneladas de cestas básicas, que chegam em caminhões e barcos às Assembleias de Deus no estado. Nas igrejas, as doações são organizadas pelas equipes de voluntários e repartidas entre os fiéis e a população em geral.

O pastor Alexandro Batista, missionário em Sena Madureira na região Ribeirinha, agradeceu, em vídeo, a ajuda enviada através da campanha. “O povo ribeirinho foi fortemente atingido. Essa ajuda é resposta de Deus as orações daquele povo, que já estava muito preocupado, sem esperança”, relatou o missionário.

O Presidente da CGADB, pastor José Wellington Júnior, incentivou o engajamento de cristãos de todo o país na campanha SOS Acre: “É hora de socorrer nossos queridos irmãos no Acre. Vamos demonstrar nosso amor, não somente com oração e palavras, mas com obras”.

O pastor lembrou ainda do princípio cristão de 1 João 3.17-18: “ Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade”.

 

veja também