Igreja doméstica em Suqian continua a ser perseguida

Igreja doméstica em Suqian continua a ser perseguida

Atualizado: Sexta-feira, 14 Outubro de 2011 as 10:27

A ChinaAid recebeu notícias de que além de o pastor Shi Enhao, líder de uma igreja doméstica em Suqian e vice-presidente da Aliança das Igrejas Domésticas Chinesas, ter sido condenado a dois de prisão e trabalhos forçados em julho deste ano, agora a irmã Chang Meiling, colega de trabalho da igreja, está sofrendo perseguição.

No dia 1º de outubro desse ano, a irmã Chang foi levada pelo DPS (Departamento de Segurança Pública) da região de Suqian e entregue ao Comitê do Bairro, onde foi presa dentro de sua casa, para que não pudesse sair e ir aos cultos domésticos.

Além disso, as autoridades difamaram o pastor Shi Enhao, dizendo que ele estava estruturando que ia contra o partido comunista, que está no poder. Agora a irmã Chang terá que ir uma vez a cada quinze dias ao comitê do bairro, para informar o que ela está fazendo.

Em 31 de maio de 2011, o pastor Shi Enhao e alguns colegas de trabalho foram presos. Entre eles, Shi Enhao e a irmã Chang Meiling foram colocados em celas e detidos por 12 dias, enquanto as outras pessoas foram liberadas.

A China Aid Association está denunciando as autoridades do município de Suqian, da província de Jiangsu, por estarem perseguindo continuamente essa igreja doméstica e por privarem a irmão Chang Meiling de ter os direitos e liberdades básicas de todo cidadão.

As igrejas domésticas têm crescido na China de forma rápida e tem a tendência de continuar se expandindo, apesar de existir uma intensa e continua perseguição contra cultos e reuniões realizadas secretamente.

veja também