Igreja ganha a confiança local na África

Igreja ganha a confiança local na África

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 8:55

 Devido a corrupção e o peculato de algumas Organizações de Desenvolvimento e Organizações Não-Governamentais em Burkina Faso, na África, tem sido difícil para grupos como a Compassion International (Compaixão Internacional) ganhar a confiança da população local muçulmana.

Mesmo com a dificuldade, Compassion tem parceria com as igrejas locais para fazer o Ministério, e as pessoas sabem que a Igreja defende a piedade e integridade. Por confiar na igreja, os corações dos moradores locais estão começando a se abrir ao Evangelho.

Uma dessas pessoas é o pai de um rapaz de 11 anos de idade chamado Abdoulaye. Esse luta para sobreviver e para evitar ter que voltar para a aldeia e deixar as crianças com parentes. Ele se esforça para fornecer água encanada, iluminação e alimento. Os cozinheiros da família dão apenas uma refeição por dia, e comem as sobras do resto das refeições.

Em março de 2006, o pai de Abdoulaye não conseguia mais pagar as contas de sua escola. Foi quando ele registrou o menino em um centro de desenvolvimento da criança através da Compassion International. Agora o centro paga as mensalidades da escola, e um voluntário para treinar as crianças no centro de seus estudos.

"Desde o seu registro, eu não gastei um centavo em cuidados médicos para Abdoulaye quando ele esteve doente. E eu não comprei nenhuma roupa. Todas essas coisas são fornecidas pelo centro. O centro dá muitas vezes abastecimento alimentar que é útil para toda a família", disse o pai de Abdoulaye com um sorriso satisfeito.

Agora, a criança também se desenvolve academicamente. Antes de chegar ao centro de desenvolvimento da criança, ele lutava para passar nas aulas. Este ano, ele ficou no topo da sua classe no segundo semestre. Ele gosta de jogar futebol e bolas de gude, e sonha em entrar para o exército.

As vidas de Abdoulaye e de sua família foram abençoados não apenas fisicamente e academicamente, mas também espiritualmente. Ele leva para sua casa a Bíblia ilustrada da escola. A família inteira escuta Abdoulaye ler as histórias. "Eu sou um muçulmano, e eu tenho estudado o Alcorão. Mas, devo confessar que a igreja é de confiança e eu confio plenamente. Certa vez, fiquei doente e debilitado. Meu grupo religioso tentou, mas não conseguiu me curar. Fiquei aliviado depois que um pastor orou por mim", disse o pai de Abdoulaye.

Abdoulaye pai disse que ele ficaria feliz em se tornar um cristão, mas se o fizesse, sua família iria tratá-lo como marginal. Palamanga Ouali, diretor da Compassion International, explicou que Deus ordenou a igreja local para ministrar às pessoas, como fez Jesus. “A Igreja é a Noiva de Cristo através da qual o mundo deveria conhecer o Senhor", disse.

veja também