Igrejas na Nigéria são colocadas em 'lista de ataques' para o fim do ano

As igrejas no estado de Zamfara, no norte do país, receberam cartas de ameaça, exigindo que interrompam suas atividades. A Portas Abertas pede orações urgentes.

Fonte: Guiame, com informações de Open DoorsAtualizado: sexta-feira, 3 de dezembro de 2021 15:10
 As igrejas no estado de Zamfara, no norte do país, receberam cartas de ameaça. (Foto: Open Doors).
As igrejas no estado de Zamfara, no norte do país, receberam cartas de ameaça. (Foto: Open Doors).

As igrejas no estado de Zamfara, no norte da Nigéria, receberam cartas de ameaça, exigindo que interrompam suas atividades, sob o risco de sofrerem ataques “ferozes”. A carta identificou igrejas específicas em uma lista para ataque entre agora e o final de dezembro.

As ameaças acontecem duas semanas após a remoção da Nigéria pelo governo Biden da lista de “Países de Preocupação Particular” em perseguição religiosa. 

Segundo a Portas Abertas, o documento ameaçador também foi enviado para a polícia, Departamento de Serviços de Estado, Corpo de Segurança e Defesa Civil da Nigéria e outras agências de segurança.

A polícia de Zamfara orientou os cristãos a reforçar a segurança nas igrejas, casas de pastores e outros locais religiosos. A Associação Cristã da Nigéria (CAN) também instruiu as igrejas no estado a evitarem atividades depois das 17h nos próximos três meses. A polícia criou um esquadrão especial para patrulhar os locais de culto e fazer a segurança dos fiéis, principalmente aos domingos.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelas ameaças. Um líder de uma igreja local, que permaneceu anônimo, apontou a autoria para um grupo Fulani, de acordo com a Portas Abertas. 

Porém, não há mais informações disponíveis. Afim de descobrir o autor da carta, um pessoal à paisana está coletando informações. O líder também relatou que as autoridades locais receberam um ultimato de três anos para fechar todas as igrejas no estado.

O líder da equipe da Portas Abertas na África Ocidental, Suleiman M*, está pedindo orações urgentes pela comunidade cristã alvo das ameaças. “Por favor, nos ajude levantando oração por nossos irmãos e irmãs nessas regiões”, clamou.

“Nas últimas semanas, nossa equipe de pesquisa alertou sobre o aumento da probabilidade de ataques contra cristãos na época do Natal”, afirmou Suleiman, acrescentando que é possível que a ameaça se espalhe para outros estados do noroeste da Nigéria, como Sokoto, Kebbi, Katsina, Níger e Kano.

*Nome alterado por razões de segurança.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições