Indonésia: Alunos de escola bíblica veem a perseguição como treinamento

Indonésia: Alunos de escola bíblica veem a perseguição como treinamento

Atualizado: Terça-feira, 10 Novembro de 2009 as 12

INDONÉSIA (41º) - Aproximadamente 700 alunos de uma Escola Bíblica na Indonésia estão sendo despejados por oficiais do governo.

De acordo com uma agência missionária, os alunos da escola em Jacarta começaram a sofrer perseguição quando foram atacados por muçulmanos radicais em julho de 2008. Os vizinhos reclamaram, pedindo que as autoridades expulsassem os estudantes por motivos de segurança. Agora, os alunos da Escola Bíblica Arastamar estão sendo despejados do gabinete do prefeito, onde estavam morando temporariamente.

Todd Nettleton, integrante da agência, diz que a perseguição é comum em nações muçulmanas.

"É interessante observar a reação dos alunos. Eles são alunos de teologia. São futuros pastores e missionários na Indonésia, e veem tudo isso como parte do treinamento. Quando eles olham para o futuro de sua vida ministerial, sabem que enfrentarão perseguição. Sabem que enfrentarão tempos difíceis, mas eles dizem: ?Essa é uma grande preparação, pois quando sairmos para ministrar, enfrentaremos problemas como esses?."

Todd Nettleton afirma que ainda não ficou claro se os estudantes do seminário poderão permanecer no local onde estão agora ou se serão novamente forçados a sair.

Tradução: Missão Portas Abertas

veja também