Indonésia: Cristã é solta após um ano de prisão por acusações falsas

Indonésia: Cristã é solta após um ano de prisão por acusações falsas

Atualizado: Sexta-feira, 15 Janeiro de 2010 as 12

Depois de passar quase um anon a prisão, Wilhelmina Holle (ou Ibu Holle, em indonésio), 49, recuperou sua liberdade no dia 10 de dezembro de 2009. Em uma entrevista recente por telefone, Ibu Holle fala para um representante da Portas Abertas Internacional. "Quando fui solta, tudo o que consegui fazer foi chorar e agradecer a Deus pela minha libertação", ela conta.

Lembrando de seus dias na prisão (saiba mais), Ibu Holle percebeu que seu amor pelo Senhor aumentou. "Eu participei de muitas atividades da igreja enquanto eu estava na prisão Masohi. Agora, eu o sirvo em uma igreja local", conta Ibu, que enfrentou momentos de desespero durante os seus primeiros meses de detenção. O outro acusado Asmara Wasahua tentou desonrar sua fé enquanto elas estavam na prisão, mas não conseguiu. "Ela, Asmara, não foi gentil comigo", afirma.

Ibu, uma professora de escola primária, foi falsamente acusada de difamar o islã enquanto dava aulas no dia 10 de novembro de 2008. Os rumores geraram um grande protesto e o incêndio de Letwaru, um vilarejo cristão, no dia 9 de dezembro. Ela foi presa juntamente com Asmara Wasahua, um ex-parlamentar, candidato por um partido muçulmano. Ibu admitiu as acusações, mas depois reafirmou sua inocência, em uma coletiva de imprensa. A Portas Abertas visitou Ibu Holle em 12 de abril de 2009.

"Ela ainda se lembra do dia em que a Portas Abertas foi visitá-la na prisão", comenta um colaborador. "Ela parecia mais feliz e mais entusiasmada". Os familiares e os amigos do escritório de defesa vieram celebrar com ela.

"Eu fiquei pensando se os vizinhos e companheiros iriam me rejeitar quando retornasse. Mas estava errada." Os amigos muçulmanos foram até a casa dela para comemorar o Natal juntos, uma surpresa maravilhosa para a professora.

Ibu Holle recebeu uma oferta para trabalhar em outro lugar, mas ela recusou. "Eu quero cuidar das minhas crianças primeiro, e passar um tempo de qualidade com elas". Com a ajuda de uma igreja local, ela assumiu um cargo de professora em uma escola cristã em Ambon, onde mora. No dia 11 de janeiro de 2010, Ibu Holle voltou para o que ama fazer: ensinar crianças.

Pedidos de oração

Louvamos ao Senhor porque Ibu Holle foi solta e pode se reunir com a família no Natal.

Como civil, ela teria três meses de salário para receber enquanto estava na prisão. Ela também está tentando conseguir uma carta que irá permitir que ela dê aulas em escolas públicas. Ore para que Deus aja em favor dela.

Vamos orar por Ambon. Essa ilha de Maluku já foi palco de muitos conflitos religiosos entre cristãos e muçulmanos entre 1999 e 2001. Os dois grupos ainda são opostos, e moram em comunidades separadas, mas há muitas tentativas de estabelecer a paz. Vamos orar para que a verdadeira paz reine em Ambon, e que o povo de Deus seja instrumento para levar reconciliação.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também