Jonathan Santos: "Achamos a chave para o coração de Deus"

Jonathan Santos: "Achamos a chave para o coração de Deus"

Atualizado: Quinta-feira, 18 Março de 2010 as 12

No último sábado, 13 de março, o Vale da Bênção recebeu a participação de membros e convidados para a comemoração de 25 anos da Associação. No salão localizado na "Cidade da Criança" - um dos programas sociais oferecidos pelo local -, em Araçariguama (SP), a celebração foi dividida em três partes.

A primeira foi de agradecimento a Deus pelo sustento durante toda a trajetória. Além dos louvores e oração, os alunos do Colégio de Ensino Fundamental Vale da Bênção mostraram sua gratidão ao Senhor por meio de uma apresentação de dança.

Após esse momento, deu-se início a assembleia que teve como objetivo fazer a prestação de contas e mostrar o balanço anual de 2009, que teve o maior superávit, comparado a 2008 e 2007.

Terminada a assembleia, o pastor Jonathan Ferreira dos Santos - fundador e diretor executivo do Vale da Bênção - assumiu a palavra e muito emocionado pediu para que todos ficassem de joelhos e agradecessem mais uma vez a Deus por sua fidelidade, ao som do louvor "Tu és fiel".

O Vale da Bênção possui uma vigília ininterrupta de oração. Desde sua fundação é realizada uma escala para que o local e o projeto fiquem sob cobertura dessa "arma poderosa" do cristão durante 24 horas. O pastor Jonathan afirmou: "Nós queríamos uma programação de oração para ser realizada todos os dias e todas as noites até Jesus voltar. E esse milagre que se chama Vale da Bênção é proveniente desse sistema".

Como toda comemoração é repleta de homenagens, no sábado não foi diferente. Após um pouco sobre a história de como tudo começou, Jonathan Ferreira recebeu, juntamente com suas duas cunhadas Tirlei e Tilja, uma placa com texto específico para cada um que deu início ao trabalho. O objeto foi entregue para aqueles que estiveram na Primeira Assembleia Constitucional.

Para encerrar o evento, foi exibido um vídeo contando a história do Vale, ilustrando, através de declarações e fotos, a luta e as conquistas dos envolvidos com o trabalho.

História

Tudo começou quando o pastor Jonathan Ferreira dos Santos, aos 41 anos de idade, teve uma visão que sabia que vinha do Senhor. Sonhou com uma propriedade grande onde haveria uma escola de preparação para obreiros, obras sociais, local para a realização de acampamento e uma igreja.

Apesar do grande com o qual tinha se deparado, o pastor contou  que sabia que o Senhor de algum jeito iria torná-lo realidade, "pois não era vontade do homem, e sim a vontade de Deus".

No ano de 1985, a equipe do Vale alugou uma casa no Bairro da Lapa em São Paulo, onde servia comida às crianças que ficavam nas ruas e comiam lixo. Depois de algum tempo, os pequenos começaram a receber banho, corte de cabelo, roupas, até que as atividades se ocupassem todo o dia. Porém, à noite, as crianças voltavam para as ruas.

Passados três meses, a equipe do Vale alugou a segunda casa e as crianças passaram a dormir no local. Foi então que a associação começou efetivamente a retirar crianças e adolescentes das ruas. Segundo o pastor Jonathan, fundador do Vale da Bênção, o programa pode ser comparado a uma mesa, que se sustenta em quatro pés, que são: missões, oração, Israel - visando Gênesis e Abraão -, e crianças. "Achamos a chave para o coração de Deus com quatro ministérios em que Ele está intensamente interessado," exclamou o pastor.

Projetos Sociais

A concretização da visão que o pastor Jonathan teve há anos pode ser vista através dos programas de âmbito social que o Vale da Bênção oferece.

Débora Fahur, presidente da Visão Mundial e integrante do grupo gestor da Renas ( Rede Evangélica Nacional de Ação Social), conta que hoje o foco não é apenas a crianças: "No início nós trabalhávamos a criança individualmente e achávamos que isso era suficiente. Receber a criança na &Casa Lar& era como salva-lá. Depois nosso atendimento foi mudando, a política nacional de assistência social também. Agora, focamos também na família e no desenvolvimento da área espiritual, física, emocional e intelectual". A líder ainda afirma que a pretensão é "alcançar uma reestruturação  e transformação integral dessa pessoa".

A "Cidade da Criança" é o programa pioneiro, atendendo crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, os tirando das ruas e dando a eles um lar. Na "cidade", os abrigados frequentam escola e participam de atividades dirigidas.

Outro programa é o "Liberdade Assistida", em parceria com a FEBEM de Sorocaba e São Paulo. O objetivo é ajudar o adolescente em conflito com a lei - através de atividades psicossociais, pedagógicas e profissionalizantes - a se inserir novamente na sociedade.

E mais um, dos outros tantos projetos, é o Centro de Referência Ação Família em Perus. O local atende mulheres que vivem em situação de pobreza ou miséria, através de oficinas de costura, manicure e artesanato, que ensinam a gerar renda.

Convidados

No evento, também estavam presentes alguns dos rapazes que moraram na Cidade da Criança quando pequenos, constituíram família posteriormente e hoje têm seus lares. Outra convidada especial que esteve na comemoração foi a missionária Durvalina Bezerra, atual diretora do Seminário Teológico Evangélico do Betel Brasileiro.

Em entrevista ao GUIAME.com.br , a missionária falou do importante trabalho feito pelo Vale da Bênção. "Nós conhecemos o Vale da Bênção desde os seus primórdios porque o pastor Jonathan era muito amigo da dona Lídia, fundadora e diretora do Betel Brasileiro, e nós temos muitas coisas em comum: nossa visão, filosofia de trabalho, princípios. Nós, como parceiros do Vale, admiramos muito o que é feito aqui, não apenas pela estrutura e qualidade do trabalho, mas também pelos valores e princípios que são defendidos. Valores do Reino de Deus. O trabalho é social? É. É uma obra filantrópica? Sim. Mas a prioridade são os valores bíblicos que são implantados e preservados, e se tornam o fundamento da obra", expressou Durvalina.

Por: Juliana Simioni e Débora Padoin

veja também