Jovem estudante de teologia é morto por extremistas

Jovem estudante de teologia é morto por extremistas

Atualizado: Quinta-feira, 29 Abril de 2010 as 3:23

Extremistas hindus invadiram eventos cristãos no Estado de Madhya Pradesh, Índia, no início do mês, provocando a morte de um estudante de teologia e deixando outros feridos.

O corpo de Amit Gilbert, 23 anos, foi encontrado em um poço próximo ao local atacado por um grupo de extremistas no dia 17 de abril em Gram Fallaiya, distrito de Betul. Com as cabeças cobertas e carregando barras de ferro, integrantes dos grupos extremistas Dharam Sena e Bajrang Dal cortaram a energia elétrica durante o evento e começaram a atacar.

Testemunhas oculares disseram que os agressores perseguiram Amit, e o agrediram, principalmente nas pernas. A polícia do Estado, controlada pelo partido Bharatiya Janata Party (BJP) disse que, no momento, eles acreditam que Amit caiu no poço acidentalmente em meio à confusão, mas os cristãos que estavam no local disseram que é improvável.

O corpo foi encontrado com a cabeça e as pernas submersas, mas não apresentava água nos pulmões quando foi retirado de lá, conta o pastor Santwan Lal, organizador do evento de 17 de abril, sugerindo que Amit foi morto antes de ser jogado no poço.

''Primeiro Amit foi agredido, e depois jogado no poço. Se ele tivesse caído, teria mais machucados e algum osso quebrado, já que o poço é rochoso e estreito. Mas esse não foi o caso''.

O pastor Santwan e outros cristãos disseram que a postura do corpo não deixa dúvidas de que Amit foi assassinado. ''Havia um ferimento no rosto dele''.

Já foi realizada uma autópsia, mas as autoridades não divulgaram os resultados. Aparentemente, os extremistas do Rashtriya Swayamsevak Sangh e Bajrang Dal estão pressionando as autoridades locais.

veja também