Jovens do Projeto Radical África mandam notícias de Mali

Jovens do Projeto Radical África mandam notícias de Mali

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 9:37

A equipe de Radicais que atua numa aldeia no Mali fechou o último ano (2010), como diz o salmista, alegre pelas muitas coisas que o Senhor realizou. Além dos projetos de educação (PEPE) e saúde (Restaurar), que apresentaram o amor de Deus de forma estratégica, o grande resultado obtido pelos jovens missionários de Missões Mundiais da CBB foi a aproximação com o diretor da escola que hospeda o PEPE, ao ponto de ele procurar os Radicais pedindo informações sobre a salvação em Cristo e o batismo.

De acordo com os Radicais, aquele homem já havia recebido um exemplar da Bíblia, de um outro cristão, mas somente agora os questionamentos sobre salvação e o batismo surgiram. E a presença dos missionários, naquele tempo, era o que ele precisava para dirimir as dúvidas. “Sua etnia é considerada uma das mais fechadas ao Evangelho em toda África, os fulani/pular. Contei-lhe, então, a minha experiência com Deus e o encorajei a procurar um pastor e falar de seu desejo. Ore por esse homem e sua família”, disse uma das Radicais.

No Programa de Educação Pré-Escolar os frutos se multiplicaram em 2010. Com cerca de 30 alunos da aldeia matriculados, várias famílias foram impactadas pelos testemunhos de mudança de vida de seus filhos após a experiência no PEPE. As Radicais começaram a visitar os pais a fim de conhecê-los e apresentarem-se a eles, mas também para levá-los as atividades feitas pelas crianças na escola e que são responsáveis pela mudança delas. Em cada casa elas mostraram o que fazem e mm dos pais, maravilhado, declarou que o filho estudaria no PEPE para sempre.

O Projeto Restaurar, que auxilia as pessoas da aldeia através de pequenos curativos e atendimentos de enfermagem, também está a todo vapor. Além do tratamento físico, quem vai até os Radicais os procuram para também ouvir a Bíblia em bambará, língua local, e cuidar da saúde espiritual. Um dos casos é o do pequeno Burama (nome fictício), de 9 anos. Com uma ferida incurável na perna, desde bebê, os curativos não surtiam o efeito necessário, sendo preciso uma intervenção cirúrgica que restaurasse sua perna. De acordo com os missionários, o ferimento naquela criança era atribuído, na aldeia, a feiticeiros, mas eles oraram e sentiram o desejo de levar o pequeno Burama para a capital e, assim, testemunhar do poder de Deus por meio do cuidado e do amor cristão. “A cirurgia foi feita e ele está se recuperando muito bem. Depois de anos com uma ferida aberta, ele vai voltar para a aldeia completamente curado, para glória de Deus! Diziam que a ferida era resultado de um feitiço, e por isso ele nunca seria curado, mas o nome do Senhor será louvado naquele vilarejo!”, contou uma das Radicais.

Agradecidos por esse e outros milagres e avanços, os Radicais fazem um pedido aos irmãos brasileiros. “Continuem orando por nós, pois dependemos do Senhor para estar aqui no meio desse povo. Peça para que Ele nos dê sabedoria e nos ajude!”, finalizam os missionários.

Por Sérgio Dias

veja também