Lei do Aprendiz é tema de palestra da Fundação Abrinq

Lei do Aprendiz é tema de palestra da Fundação Abrinq

Atualizado: Terça-feira, 28 Setembro de 2010 as 3:09

A Fundação Abrinq - Save the Children promove, no dia 19 de outubro, a partir das 9h, o encontro "Lei do Aprendiz: Saiba como é e como aplicar", na sede da Fiesp, em São Paulo.

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento e aprimoramento das ações sociais realizadas pelas empresas, o evento abordará o conteúdo da Lei 10.097, de 2000, que trata da contratação de jovens aprendizes, de 14 a 24 anos, pelas empresas.

Ministrada pelo professor José Roberto de Melo, superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Estado de São Paulo, a palestra terá o objetivo de esclarecer sobre as formas de aplicar a lei como resgate à cidadania de jovens.

Na oportunidade também haverá a apresentação de um case da Fundação Roberto Marinho demonstrando como o engajamento empresarial contribui para inserção social.

"O grande desafio é fazer com que as empresas cumpram a Lei da Aprendizagem para inserção de adolescentes e jovens no mercado de trabalho. A profissionalização do adolescente é uma etapa do seu processo educativo (ECA, art. 62) e, portanto, a razão de ser do trabalho é a formação, não a produção", ressalta Synésio Batista da Costa, presidente da Fundação Abrinq - Save the Children.

O evento é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 3848 4880.

O encontro faz parte do ciclo de palestras que o Programa Empresa Amiga da Criança realiza no ano em que completa 15 anos. O primeiro foi realizado no mês de abril e teve como tema o "Impacto do Investimento Social Privado em Crianças e Adolescentes".

A Fundação Abrinq - Save the Children promove, no dia 19 de outubro, a partir das 9h, o encontro "Lei do Aprendiz: Saiba como é e como aplicar", na sede da Fiesp, em São Paulo.

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento e aprimoramento das ações sociais realizadas pelas empresas, o evento abordará o conteúdo da Lei 10.097, de 2000, que trata da contratação de jovens aprendizes, de 14 a 24 anos, pelas empresas.

Ministrada pelo professor José Roberto de Melo, superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Estado de São Paulo, a palestra terá o objetivo de esclarecer sobre as formas de aplicar a lei como resgate à cidadania de jovens.

Na oportunidade também haverá a apresentação de um case da Fundação Roberto Marinho demonstrando como o engajamento empresarial contribui para inserção social.

"O grande desafio é fazer com que as empresas cumpram a Lei da Aprendizagem para inserção de adolescentes e jovens no mercado de trabalho. A profissionalização do adolescente é uma etapa do seu processo educativo (ECA, art. 62) e, portanto, a razão de ser do trabalho é a formação, não a produção", ressalta Synésio Batista da Costa, presidente da Fundação Abrinq - Save the Children.

O evento é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 3848 4880.

O encontro faz parte do ciclo de palestras que o Programa Empresa Amiga da Criança realiza no ano em que completa 15 anos. O primeiro foi realizado no mês de abril e teve como tema o "Impacto do Investimento Social Privado em Crianças e Adolescentes".

veja também