Líderes de igreja são soltos da prisão

Líderes de igreja são soltos da prisão

Atualizado: Quinta-feira, 18 Março de 2010 as 12

Mais um cristão morreu em um centro de detenção na Eritreia. Efrem Habtemichel Hagos, 37, morreu na terça-feira, 2 de março, enquanto estava na solitária do campo militar de Adi-Nefase, em Assab. Fontes afirmam que a morte de Efrem foi causada por malária e pneumonia, doenças que já apresentava há vários meses. Aparentemente, o tratamento médico necessário lhe foi negado porque ele se recusou a negar sua fé em Cristo.

Efrem, que era solteiro, é o 12º cristão morto na prisão. Ele serviu na Força de Defesa Eritreia durante seis anos. Fontes suspeitam que Efrem se tornou cristão enquanto estava no serviço militar. Não se sabe a qual denominação ele pertencia. Efrem foi enterrado no acampamento, logo após sua morte.

Com a notícia da morte de Efrem, a Portas Abertas foi informada da libertação de 30 cristãos.

Na quarta-feira, 3 de março, 29 cristãos do Campo Militar Mitire foram soltos após um ano de detenção.

Entre os que foram soltos estão importantes líderes de igrejas: o pastor Tesfagaber Hanibal, da Igreja do Deus Vivo e o pastor Gibreab Jorjo, da Igreja Evangelho Pleno. O pastor Tesfagaber passou quatro anos na prisão e o pastor Gibreab, três. Outros soltos foram: Berhane Araya, da Igreja Evangelho Pleno, Michel Aymote e um homem conhecido como Daniel, ambos da Igreja Filadélfia.

Todos do grupo foram libertados sob fiança e alertados a não participarem de nenhuma atividade cristã.

A Portas Abertas também foi informada da libertação de Semere Zaid da prisão Sembel, em Asmara, na mesma semana. Na época de sua prisão, há cinco anos, Semere era um importante líder da Igreja Evangelho Plenoe professor do departamento de agricultura da Universidade de Asmara.

Os líderes pedem que oremos pela Eritreia e por aqueles que continuam na prisão por se recusar a negar Cristo.

Tradução: Missão Portas Abertas

veja também