Lojas cristãs são atacadas por muçulmanos no Iraque

Lojas cristãs são atacadas por muçulmanos no Iraque

Atualizado: Sexta-feira, 9 Dezembro de 2011 as 2:06

Os ataques contra lojas cristãs que aconteceu no fim de semana teria sido organizado por um partido político islâmico, segundo fontes locais, marcou a primeira destruição de estabelecimentos cristãos na região. O tumulto mostra o quanto, a cada dia mais, a frágil segurança da população cristã do Iraque está diminuindo, disseram as fontes. Depois do sermão do mullah Mala Osman Ismail Sindi, um grupo de jovens atacou e queimou lojas na cidade, sendo a maioria delas de propriedade de cristãos, de acordo com a Ankawa News. O mais interessante com este incidente é o lugar aonde aconteceu, segundo um líder cristãos da região, pois ali sempre foi uma área onde todos podiam desfrutar de segurança, mas agora o futuro não é muito animador para os cristãos e as minorias que ali vivem. Alguns dos que participaram do ataque gritavam: ”não há Deus, senão Alá”, segundo informações da Ankawa News. Fontes disseram que as autoridades locais agiram lentamente para conter os ataques, o que resultou em grandes prejuízos financeiros. Mala Osman negou as acusações de que ele seria o responsável por ter provocado os ataques contra os cristãos no norte do Iraque. Os ataques teriam sido organizados pelo Partido da União Islâmica, que é inspirado na Irmandade Muçulmana, uma das mais antigas da região e que fundou partidos islâmicos no Egito. O maior desafio da comunidade cristã no Iraque tem sido a sua população que a cada vez mais diminui. O êxodo de cristãos do Iraque cresceu após ataques violentos contra suas comunidades. O Arcebispo Sako disse que teme que esse ataque aumente ainda mais essa debandada.

veja também