Mais de 300 extremistas hindus ameaçam espancar crianças em escola dominical

Crianças que estavam em uma aula da escola dominical foram ameaçadas por uma multidão de extremistas, na Índia.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 21 Dezembro de 2018 as 4:41

Extremistas hindus têm perseguido cristãos em muitas regiões da Índia. (Foto: Reuters)
Extremistas hindus têm perseguido cristãos em muitas regiões da Índia. (Foto: Reuters)

Uma multidão de 300 extremistas hindus aterrorizou crianças cristãs e ameaçou espancá-las por participarem de uma escola dominical. O ataque aconteceu em 11 de novembro no estado indiano de Tâmil Nadu.

Segundo o pastor Selva Raj, da aldeia de Amathur, o grupo de cerca de 300 pessoas destruiu um galpão próximo ao local de culto antes de irem até as crianças no estudo bíblico.

“Eles pegaram os livros de histórias da Bíblia, alguns livros de música e atividades, e os rasgaram em pedaços”, disse o pastor à Morning Star News na última quarta-feira (19). “Eles assustaram as crianças, dizendo que seriam espancadas se fossem vistas nas instalações da igreja novamente”.

Os radicais hindus pressionaram a polícia e os proprietários do terreno para banir o pastor da aldeia. Apesar da pressão, Raj disse que se recusou a deixar a região.

O pastor explicou que os líderes hindus locais se opuseram fortemente à presença de cristãos na aldeia e, durante anos, afugentaram outros pastores. Raj prometeu continuar oferecendo aulas de estudo bíblico para as crianças, não importando o custo.

“Estou pronto para ser mártir de Cristo”, disse o pastor. “Até que meu Senhor nos forneça um edifício, continuaremos servindo ao Senhor. Tudo bem, mesmo que não tenhamos abrigo, não deixaremos de adorá-Lo. Estamos prontos para morrer por Cristo”.

Os cristãos têm sido atacados, espancados e ameaçados por radicais hindus em todas as áreas rurais da Índia, acusados ​​falsamente de forçar a conversão de outros crentes.

Em setembro, um pastor que lidera uma congregação no estado de Madhya Pradesh disse que 15 famílias estavam com medo de ir à igreja devido a ameaças feitas por radicais hindus, mas continuam adorarando a Jesus em segredo.

“Os radicais dizem que vão espancar e matar os membros da minha igreja se continuarem frequentando os cultos”, disse o pastor Singh à International Christian Concern na época.

“Antes de maio deste ano, cerca de 200 pessoas costumavam cultuar regularmente em minha igreja. Mas agora apenas 50 a 60 pessoas vão à minha igreja no domingo. Eles estão sob enorme pressão dos radicais hindus”, acrescentou.

veja também