Mais de 300 jovens cristãos promovem campanha de doação de sangue: "Podemos ajudar mais"

A mobilização foi parte de um conjunto de ações, que também incluiu evangelismo em comunidades carentes e sinais de trânsito, em Manaus (AM).

fonte: Guiame, com informações do site Notícias Adventistas

Atualizado: Quarta-feira, 22 Março de 2017 as 12:57

Além dos jovens que foram doar sangue, houve também outras ações pela cidade. (Foto: ASN).
Além dos jovens que foram doar sangue, houve também outras ações pela cidade. (Foto: ASN).

Os moradores de Manaus tiveram uma surpresa no último sábado (18). Mais de 3 mil jovens se uniram para impactar a cidade com ações sociais espalhadas pelos bairros. Uma das ações que mais chamou atenção foi uma doação de sangue em massa. Mais de 300 cristãos foram até o Hemoam para ajudar a abastecer o estoque de sangue do centro.

Quem agradeceu foi Lucas Neto, um jovem empresário que está lutando contra a leucemia há 1 ano. Segundo ele, o ato de solidariedade o ajuda a ter mais vida. “Gostaria de agradecer aos jovens adventistas pela dedicação e carinho. Eles sempre estão aqui no Hemoam mantendo estas doações, que para mim, representa vida, possibilidade de sonhar e realizar meus projetos. Sou jovem como eles, e sou muito agradecido por essa atitude que não tem preço”, disse.

A “força-tarefa” não aconteceu por acaso, mas em comemoração ao Dia Mundial do Jovem Adventista. No dia 18, eles se espalharam pela cidade em comunidades carentes, hospitais, sinais de trânsito e também no Hemoam.

Segundo o pastor Ormeu Lima, que também é líder de jovens dos estados do Amazonas e Roraima, a doação de sangue faz parte da rotina dos jovens da região. “É impressionante perceber que os jovens se mobilizam independente de data comemorativa. Todos os sábados tem um grupo doando sangue aqui no Hemoam. Eles fazem rodízio, e assim ajudam a manter a demanda do hemocentro”, comentou.

Para Wanderleia Ribeiro, assistente social do Hemoam, é sempre um ótimo presente quando os jovens cristãos vão doar sangue. “Eles são nossos doadores assíduos. São jovens que não usam nenhum tipo de droga e tem uma dieta alimentar diferenciada. Portanto, temos um público de doadores em potencial que passa em nossa triagem tranquilamente”, ressaltou.

Outras ações

Além dos jovens que foram doar sangue, houve também outras ações pela cidade. Como por exemplo, outros grupos que serviram sopão e distribuíram roupas. Foi o caso dos jovens que moram nas imediações da comunidade haitiana, situada na zona leste de Manaus.

Paulo Santos foi um dos estudantes que estavam na ação. Ele afirma que nunca tinha entrado em contato com nenhum estrangeiro que necessitava de ajuda. “Foi muito impactante para mim vir aqui. Além de toda a dificuldade financeira, eles enfrentam a barreira cultural e do idioma. Nós podemos ajudá-los mais”, pontuou.

Além disso, outro grupo atendia venezuelanos que buscam refúgio na rodoviária de Manaus. Eles estavam lá por conta da crise econômica que assola a Venezuela. “Os refugiados vem ao Brasil sem rumo em busca de ajuda. Muitos estão há dias sem se alimentar. E nesse sábado os jovens fizeram a diferença na vida deles, e com certeza, continuarão realizando ações solidárias no decorrer do ano”, finalizou Ormeu.

veja também