MEC convida igrejas a mobilizarem-se pelo ensino público

MEC convida igrejas a mobilizarem-se pelo ensino público

Atualizado: Terça-feira, 18 Agosto de 2009 as 12

Você sabia que os "alunos de escolas públicas têm o direito de receber merenda de boa qualidade todos os dias", que "a escola pública recebe livros do governo federal para distribuir aos alunos", que as "crianças com deficiência têm o direito de serem matriculadas em classes comuns, para conviver e estudar com crianças que não tem deficiência", que "o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica é uma nota (de zero a dez) que mostra se os alunos estão aprendendo o que têm que aprender na idade certa e que toda escola tem uma nota no IDEB e que você pode saber qual é"?

Pois é. A preocupação com a educação vem desde os tempos bíblicos. "Ensina a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for velho, não se desviará dele", diz o provérbio. O povo de Israel ficou conhecido como o "povo do Livro" porque transmitia sua fé, seus conhecimentos e sua cultura pela palavra escrita, aprendida desde cedo.

No Brasil do século 21, esta tradição judaico-cristã precisa ser resgatada. As escolas, sobretudo as públicas, apresentam sérias deficiências; ensinam mal, desmotivam. Mas essa situação pode mudar. É possível ter ensino público de qualidade se houver pais e mães dispostos a garantir este direito a seus filhos e filhas. E a Igreja de Cristo, que sempre valorizou o ensino, pode ter um papel chave nesta mudança.

O Ministério da Educação, MEC, está convidando as igrejas cristãs brasileiras a participarem de uma grande mobilização pelo ensino público, que envolve também a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e o movimento Todos pela Educação. "O objetivo é mobilizar famílias e comunidade, no âmbito de atuação de cada igreja, pelo direito de todos os brasileiros a uma educação de qualidade", explica Andréa Paes Leme consultora do MEC e Unesco. Pela valorização que conferem ao ensino e pela inserção que têm junto às comunidades, os organizadores desta mobilização nacional acreditam que as igrejas possam ter um importante papel para o sucesso desta mobilização.

Leia mais sobre o assunto nesse link para http://www.agenciasoma.org.br/arquivos/RevSoma12.pdf , na reportagem "Igrejas pela Educação".

Ou entre em contato com Andréa Paes Leme, do MEC, pelo telefone: (61) 2104.6376 ou pelo e-mail [email protected]

veja também