Mídia social para divulgar o evangelho em países fechados ao cristianismo

Mídia social para divulgar o evangelho em países fechados ao cristianismo

Atualizado: Sexta-feira, 27 Agosto de 2010 as 9:24

Em junho de 2009, os iranianos jovens utilizaram mídias como o twitter, e-mails, enviaram fotos e postaram vídeo em meio a agitação pós-eleitoral.

Esse movimento foi reconhecido como a primeira vez em que jovens iranianos ficaram envolvidos numa cyber guerra contra as autoridades que estavam tentando controlar a informação sobre a disputada à eleição presidencial do país.

Ativistas usaram mensagens de texto, e-mail, blogs, e "boca a boca" para coordenar a oposição. Para eles, ferramentas de mídia social como o Facebook e o Twitter foram utilizados mais por observadores de outros países, e a história varreu o mundo.

O chamado "movimento verde" foi o primeiro grande evento mundial transmitido quase totalmente via meios de comunicação.

A ação revelou também uma nova tendência no Irã. Apesar das restrições, de acordo com alguns estudos, quase metade da população utiliza regularmente a Internet. SAT-7, um Ministério de televisão por satélite para o Oriente Médio e Norte da África, está respondendo à tendência.

David Harder, da SAT-7, diz que é hora de atuar no Irã. "Sessenta e cinco por cento estão com 30 anos de idade, e estão muito bem informados sobre as novas tecnologias. Amam a internet, gostam de falar para as pessoas sobre os assuntos e de fazer perguntas", afirma.

SAT-7 PARS recentemente atualizou seu site: www.sat7Pars.com. O novo portal inclui amostras de programas, a Bíblia completa em persa, que os usuários podem ler ou fazer o download, uma seção com questões básicas sobre a fé, que são respondidas, e outras áreas.

Mais do que isso, Harder, explica: "A internet é algo muito útil para as transmissões, pois permite a comunicação de duas vias. Alguém pode fazer uma pergunta ou dizer: 'Eu estou lutando com isso’, e então de repente, todos esses outros cristãos que vivem no mesmo ambiente podem responder, citar trechos das Escrituras e fornecer outras mensagens que são edificantes e encorajadoras, tentando ajudar os seus irmãos e irmãs”.

Ele fornece uma maneira dinâmica para os telespectadores interagirem, diz Harder. "O que queremos fazer com todos os nossos sites na Internet é torná-los uma forte ferramenta que as pessoas podem utilizar para obter respostas, para conversar com os outros cristãos no seu próprio país".

No entanto, parece que o crescimento não foi totalmente despercebido. Recentemente, a equipe do SAT-7 tem notado algumas anomalias. "O governo tem um controle muito rígido sobre a internet. Acreditamos que em alguns lugares, é possível ser bloqueado. É algo esporádico, e nós estamos tentando descobrir qual é a situação”, finaliza.

veja também