Ministério com surdos se expande em Angola

Ministério com surdos se expande em Angola

Atualizado: Terça-feira, 6 Outubro de 2009 as 12

Neste ano letivo de 2009, a direção da Escola Pamosi, da Igreja Batista do Calvário, em Huambo, em Angola, optou por matricular apenas alunos que sejam surdos profundos ou deficientes visuais, com o objetivo de oferecer um ensino mais direcionado e de melhor qualidade. A escola tem 40 alunos surdos e cinco deficientes visuais. Destes, 23 também frequentam os cultos. Eles quase sempre estão acompanhados de familiares e têm a oportunidade de ouvir a Palavra de Deus. O resultado do trabalho na escola acabou sendo reconhecido pelo Ministério da Educação de Angola.

A parceria com o governo foi estreitada; a missionária Rosângela Teck e a professora de Braile participaram de um curso de capacitação de formadores, em Luanda, promovido pelo Ministério de Educação de Angola, em parceria com o Ministério da Educação do Brasil. Mesmo não sendo funcionárias públicas, elas foram convidadas a participar deste curso, com todas as despesas pagas. A missionária aproveitou a oportunidade para evangelizar alguns professores durante os intervalos. Houve duas conversões. Os contatos feitos durante este curso também foram um passo importante para expansão do ministério com surdos em Angola.

No meio de 60 professores do ensino especial, a missionária e a professora começaram a procurar os possíveis crentes. Elas encontraram, então, uma jovem, de nome Regina, membro uma igreja evangélica. Ao confrontá-la sobre sua certeza de salvação, descobriram que tinha algumas dúvidas. Depois de conversarem com a moça, a missionária e a professora oraram consagrando a vida de Regina ao Senhor. A jovem mostrou-se pronta em iniciar o ministério com surdos na igreja dela. Esta experiência fez a missionária entender que uma estratégia eficaz é ter professores cristãos no ensino especial. Para ela, é preciso evangelizar os professores, pois eles são referência para os alunos surdos.

Em agosto, a missionária Rosângela se alegrou com o batismo de três jovens surdos e mais 13 ouvintes na Igreja Batista do Calvário. Dos 196 membros, seis são surdos. Ela pede aos irmãos que orem pela expansão do ministério com surdos em Angola. Por enquanto, sua igreja é a única a desenvolver este tipo de trabalho. ''Sonhamos com a expansão do ministério com surdos em cada uma das 18 províncias de Angola. Desejamos que todos ouçam o Evangelho do Senhor Jesus Cristo e que muitos se convertam'', diz a missionária.

veja também