Missionário relata trabalho realizado na região amazônica

Missionário relata trabalho realizado na região amazônica

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 12:04

Conheci a Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) em 2009, quando, graças ao patrocínio do Paralelo 10, eu e minha esposa estivemos no Rio de Janeiro participando do encontro nacional da mesma. No entanto, somente no dia 08 de junho, ou seja, dois anos depois, é que tive o prazer de participar de uma reunião da RENAS – Amazonas.

A Rede estava reunida na Casa Ninho, que é uma base de Asas de Socorro aqui em Manaus. Quando cheguei lá todos estavam orando e logo após cada um passou a apresentar-se e discorrer um pouco do trabalho que está realizando.

Fiquei imensamente alegre em saber a quantidade de organizações, igrejas e entidades representas ali, mais ou menos doze, algo impensável em 2009 quando somente a Magaly Arruda (presidente da rede no Amazonas) estava envolvida com RENAS na região norte.

Essa alegria aumentou ao notar a diversidade de tipos de trabalho realizados por cada um dos presentes, pois uns trabalham com crianças em situação de risco, outros com assistência a povos indígenas, outros com ribeirinhos, outros com moradores de rua, e assim por diante. Esse panorama dos trabalhos realizados me fez pensar na abrangência que poderá vir a ter as ações da rede no Amazonas quando mais igrejas, entidades e ONGs se juntarem a nós.

  Quando me foi dada a oportunidade para apresentar-me aproveitei para falar um pouco do trabalho desenvolvido pelo projeto Paralelo 10 na regiões norte e nordeste e da vontade que temos em buscar divulgar as iniciativas no âmbito da missão integral, bem como a criação de grupos estudos sobre missão integral com o fim de fomentar o conhecimento mais profundo da mesma.

Após todos terem se apresentando foi a vez da missionária Cathrim realizar uma pequena apresentação a respeito das ideias basilares da RENAS e logo em seguida passar a dirigir uma dinâmica que nos ajudou a internalizar qual a atitude esperada daqueles que fazem parte da RENAS.

Quando a dinâmica terminou foi que me dei conta de que já estávamos reunidos a mais de duas horas e nem percebemos o tempo passar, pois não estávamos cansados, entediados ou algo assim, o que em minha opinião é algo indispensável em se tratando de um grupo com pessoas tão diversas mais que desejam caminhar juntas.

  Além do prazer de pela primeira vez estar reunido com os participantes da RENAS – Amazonas, também tive o prazer de levar comigo o Saulo, um amigo que está começando a caminhada dele em um ministério de ação social. Em um determinado momento, enquanto as demais pessoas estavam apresentando-se e falando um pouco do trabalho que desenvolvem ele me chama de lado e me confessa: “é tão bom estar no meio de pessoas que falam e pensam como a gente, né?”.

Puxa!Isso mexeu comigo, por se exatamente essa sensação de “estar em casa” que eu creio que a RENAS deseja proporcionar aos seus participantes, pois só em um ambiente assim é que a cooperação e o cuidado mutuo são estabelecidos e é assim que os cuidadores encontram um lugar para serem cuidados e amparados em suas necessidades e debilidades.

  Minha oração é que a RENAS – Amazonas se fortaleça cada vez mais e que a unidade de pensamento, desejo e direção permeie as ações e relacionamentos que surgirem no âmbito da mesma.

Manaus 08 de Junho de 2011 Elton de Paiva Bessa Filho é casado com Zeny, eles moram em Manaus. Ambos fizeram o curso de Missão Integral (2009-2010) no Centro Evangélico de Missões, CEM, em Viçosa, MG, como bolsistas do Paralelo 10.  

veja também