Missionários auxiliam chilenos que desejam o suicídio

Missionários auxiliam chilenos que desejam o suicídio

Atualizado: Quarta-feira, 22 Julho de 2009 as 12

O Chile é um dos países da América Latina com maior número de missionários da Junta de Missões Mundiais (JMM): são 11 efetivos e seis obreiros da terra. Naquele país, a obra missionária alcança vidas antes presas às tradições e religiosidades.

Em Antofagasta, cidade ao Norte do Chile, o Pr. Silas e a irmã Aldair Gomes avançam com o trabalho, na tentativa de reverter o alto índice de suicídios na região. Preocupados, os missionários criaram um serviço de atendimento telefônico para aconselhar os aflitos. Eles lutaram durante cinco meses para adquirir uma linha telefônica, com um número especial, e o Senhor os concedeu mais essa bênção. Uma equipe recebe as ligações diariamente e ajuda as pessoas a evitarem o suicídio, evangelizando-os sempre que possível.

Na Escola Bíblica Dominical (EBD), inaugurada há 5 meses, eles vivem experiências muito edificantes. O casal missionário atende, quase todos os dias, pessoas que participam das reuniões da EBD e outras que necessitam da direção de Deus para a suas vidas. Com isso, a Palavra é ensinada, o Evangelho tem sido pregado e muitas conversões resultam em batismos.

Em março, o Pr. Silas e a irmã Aldair Gomes inauguraram a segunda unidade do Programa de Educação Pré-Escolar (PEPE) na cidade. Eles também deram início ao Projeto "Escolinhas de Futebol". A concretização desses sonhos antigos do casal missionário tem feito a diferença entre os chilenos. Desde a idealização até a concretização destas ações, tudo começa a partir da oração. Os missionários reservaram um quartinho de sua casa exclusivamente para a intercessão. Segundo o Pr. Silas, "aquele é um lugar muito especial e de impacto; há pessoas que saem de lá chorando".

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também