Mulher perseguida por sua fé escreve poema na prisão e emociona cristãos, na China

Os muros da prisão inspirou uma mulher presa na China a escrever um emocionante poema sobre sua realidade. Confira.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 7 Março de 2017 as 2

Na China, cerca de 20 mil pessoas sofreram perseguição religiosa em apenas um ano. (Foto: Getty Images)
Na China, cerca de 20 mil pessoas sofreram perseguição religiosa em apenas um ano. (Foto: Getty Images)

Os muros da prisão inspirou uma mulher presa na China a escrever um poema que tem emocionado muitos cristãos. Zhang Xiuhong foi presa em julho de 2015 acusada de estar envolvida em “operações comerciais ilegais”, mesmo sem ter seu nome envolvido no processo.

Zhang presidia o Conselho de Diáconos da Igreja Huoshi, na província de Guizhou. Um julgamento realizado em fevereiro deste ano definiu que a cristã deveria enfrentar uma pena de cinco anos de prisão. Seus advogados, Xiao Yunyang e Li Guisheng, concluíram que ela estava sendo alvo da Justiça por suas crenças religiosas.

Confira o poema de Zhang na íntegra:

“Este ano
eu não ouvi a doce voz do meu bebê,
eu não abracei o andarilho que vinha de longe,
eu não vi a minha amada e fraca imagem,
eu não tive conversas sinceras com minha irmã,
eu não provei a deliciosa comida preparada por minha sogra,
eu não me aqueci com os raios do sol pela manhã,
ou dei um passeio no por do sol,
ou peguei um trem de alta velocidade rumo a algum lugar.

Este ano, o som que muitas vezes ouvi
foi o bater das portas de metal, afiadas e perfurantes.
Este ano, a visão que eu vi, muitas vezes, eram de olhos sem esperança.
Este ano, a comida que eu comi todos os dias era a imutável "sopa".
Este ano, o mais longe que eu fui estava a menos de mil metros de distância.
Este ano, eu recebi uma assombrosa pena.
Este ano, eu vi o juiz do meu caso duas vezes. Não no tribunal, mas quando fui detida.

Foi um ano difícil para mim? Doloroso? Solitário? Vivendo um dia de cada vez? Absolutamente não!
Este ano, eu não estive num lugar escuro enquanto esperava; o sol acima das nuvens brilhava sobre mim e me alimentava;
Este ano, eu não senti nostalgia;
Este ano, eu vivi de graça em graça, porque a minha confiança no Senhor que me chamou me trouxe uma glória e alegria inexplicáveis;
Este ano, o mundo se afastou mais de mim;
Este ano, meu Senhor se aproximou mais de mim;
Este ano, recebi os frutos do Espírito Santo do Senhor: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio;
Este ano, eu me banhei em Seu amor;
Este ano, minha alma se libertou das barras de metal da prisão e subiu para o Reino de Deus;
Este ano, eu vivi na esperança e nas promessas divinas…

Sua irmã em Cristo,
Zhang Xiuhong”

veja também