“O Deus que salvou Daniel da cova dos leões me livrou da morte”, diz pastor perseguido

O pastor foi espancado por um grupo de hindus extremistas, mas reconhece que Deus o livrou milagrosamente da morte.

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 30 Novembro de 2018 as 4:22

O pastor Biswas foi espancado por dez homens por causa de seu ministério na Índia. (Foto: Portas Abertas)
O pastor Biswas foi espancado por dez homens por causa de seu ministério na Índia. (Foto: Portas Abertas)

Um pastor que foi espancado por dez homens, por causa de seu ministério na Índia, se tornou um exemplo de fé em meio à perseguição religiosa. Biswas contou sua história à organização Portas Abertas, que tem dado suporte à ele e sua família.

No dia da agressão, uma pessoa foi até a casa do pastor dizendo que estavam procurando por ele no templo. “Eu fui sem pensar muito sobre isso. O que aconteceu depois foi um choque para mim”, afirmou Biswas.

“Quando cheguei, vi dez homens esperando por mim. Eu sabia que todos eles eram extremistas hindus da minha cidade. Eles apontaram um revólver na minha cabeça e, sem qualquer aviso, começaram a me chutar e me socar. Eles continuaram gritando, me culpando por enganar as pessoas e induzi-las a mudar sua religião para o cristianismo”, acrescentou.

Depois de uma pausa, como se estivesse tentando lembrar de algo doloroso, Biswas continuou: “De repente eu ouvi um deles dizer em voz alta: ‘Nós matamos seu mentor há um ano, agora é a sua vez’”.

Os agressores estavam se referindo a um dos pastores mais antigos da região, que levou Biswas a Cristo e foi assassinado no ano passado. “Eles estavam se referindo a ele como meu mentor. Eu sabia que aqueles homens eram os mesmos que o mataram, e eles admitiam isso com ousadia. Eu estava tremendo de medo”, revelou.

“E então eu perguntei a Deus: ‘Chegou a minha vez? Por que estou pregando o seu Evangelho, eles também me matarão?’”, questionou. “Na minha angústia mental e física, percebi que também podia orar por libertação. Então orei em meu coração: ‘Deus que salvou Daniel na cova dos leões, me salve’”.

Em lágrimas, Biswas relatou: “Foi um milagre. Logo depois que eu fiz essa oração em meu coração, um dos agressores disse aos outros para pararem e disseram: ‘Vamos fazê-lo pagar uma multa alta’. O Deus que salvou Daniel da cova dos leões me livrou da morte naquele dia”.

Biswas foi liberado em troca de uma multa pesada que valeu oito meses de seu salário, que ele deveria fornecer no dia seguinte. Ele conseguiu o dinheiro através de um empréstimo com uma alta taxa de juros, pois não tinha poupança. Este incidente o colocou em uma crise financeira. Por causa disso, a Portas Abertas passou a dar suporte à família.

Questionado sobre sua continuidade no ministério, Biswas respondeu: “Os cultos da igreja estão acontecendo, mas eu sou mais cuidadoso ao fazer visitas domiciliares. Eu sempre servirei a Cristo, não importa o que custar. Mesmo que todo mundo se oponha a mim, eu permanecerei com Ele”.

veja também