O sustento do missionário

O sustento do missionário

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2005 as 12

Uma responsabilidade da igreja enviadora

Ingrid Cicca

[email protected]

A igreja local deve planejar-se para viabilizar a ida do obreiro ao campo missionário. Um dos mais importantes planejamentos é o financeiro. È preciso calcular os custos da obra missionária, prevendo criteriosamente as diferentes etapas que compreendem o trabalho missionário: a ida, a estada e o regresso do missionário. Deve-se considerar os gastos de transporte com o obreiro e sua família até o campo missionário, sua instalação no país de destino e demais assistências que se fazem necessárias até a estruturação do trabalho. Feito o planejamento fica mais fácil ter uma visão global do custo que será necessário desembolsar e traçar ações específicas que contribuam com o resultado a ser alcançado.O que relatamos acima é uma orientação do Senhor Jesus, onde nos adverte em diversas passagens bíblicas a sermos previdentes e providentes (Lc.14, 28:32)

Dentre as ações específicas que podem ser empregadas pela igreja local é a organização de eventos que tenham como finalidade contribuir com a obra missionária. A cada evento ou atividade realizada, a liderança deve informar à igreja sobre resultados dessas ações a fim de manter os irmãos estimulados a contribuir.  É importante também que  toda a igreja, inclusive as crianças, se sintam motivados a colaborar e participar no labor missionário.  Muitos entregam esse labor apenas ao missionário e acabam se esquecendo que a missão de pregar o evangelho é uma obra de todo cristão.  

Cabe à igreja a responsabilidade de acompanhar o obreiro em toda sua trajetória missionária, em contrapartida, o obreiro tem o dever de manter a igreja sempre bem informada sobre  o andamento do trabalho. O obreiro de missões não deve também assumir compromissos financeiros ou de qualquer ordem para serem saldados pela igreja de origem, uma vez que atitudes como essa influenciarão diretamente no planejamento financeiro da igreja local.

Muitas igrejas têm usado de criatividade para reunir fundos para a manutenção do trabalho de missões, realizando eventos, cantinas missionárias, almoços etc. São igrejas poderosamente abençoadas por Deus. Os resultados dos trabalhos são comprovados com vidas se rendendo aos pés do Senhor Jesus. Investir em Missões é investir em vidas. Vidas sendo salvas pelo Senhor Jesus. Sem dinheiro não é possível realizar Missões. Contribuir com Missões é ajuntar tesouros no céu. (Mt 6.20). O que você tem feito em favor da obra missionária? Você pode orar, contribuir ou ir.  

Leia também

O sustento do missionário Cristãos do Peru são ávidos pela palavra Entrevista com Pr. Jairo de Oliveira O poder da oração na obra missionária A diferença entre Missões e Evangelização

veja também