ONG de apoio aéreo comemora 55 anos dia 12 em Porto Velho

ONG de apoio aéreo comemora 55 anos dia 12 em Porto Velho

Atualizado: Quarta-feira, 6 Abril de 2011 as 1:55

Na manhã de 12 de abril de 2011, às 09h, Asas de Socorro fará a Inauguração da Base Porto Velho e comemorará 55 anos de atuação no Brasil, oferecendo apoio logístico aéreo a organizações que trabalham na região amazônica do Brasil.

O evento terá início com o café da manhã, às 9h, e logo depois a apresentação dos trabalhos desenvolvidos na região Norte do Brasil. Estarão presente a Diretoria Executiva da organização, parceiros e convidados.

O evento acontece no Hangar de Asas de Socorro, no Aeroporto Internacional de Porto Velho, que sediará também a Mostra Fotográfica dos 55 Anos de Asas de Socorro entre os dias 11 e 17 de abril de 2011.

Toda a cidade de Porto Velho está convidada a participar desse momento. Basta confirmar presença através do telefone (69) 3221-1874 com Janecir Carvalho ou pelo e-mail [email protected]

Você é nosso convidado:

O que: Inauguração da Base Porto Velho de Asas de Socorro e C omemoração dos 55 anos de atuação no Brasil

Data: 12 de abril de 2011

Horário: 9h – Café da manhã

Local: Hangar de Asas de Socorro. Aeroporto Internacional de Porto Velho

Informações: (69) 3221-1874 com Janecir Carvalho

E-mail: [email protected]

O que: Mostra dos 55 Anos de Asas de Socorro

Data: 11 a17 de abril de 2011

Local: Aeroporto Internacional de Porto Velho

Quem somos:

Asas de Socorro, fundada em 1955, é uma organização não governamental (ONG) humanitária cristã, sem fins lucrativos, com sede na cidade de Anápolis (GO) e cinco bases de operação em cidades estratégicas da região Norte: Manaus (AM), Belém e Santarém (PA), Boa Vista (RR) e Porto Velho (RO).

Asas de Socorro comporta também as Oficinas Aeronáuticas de Anápolis, GO, e de Manaus, AM, homologadas em 1964 e 2010 respectivamente; e a Escola de Aviação, criada em 1972, localizada no aeroporto civil de Anápolis.

O objetivo de Asas de Socorro é viabilizar apoio logístico através de transporte aéreo em regiões isoladas do Brasil e, por meio de parcerias com outras organizações governamentais e não governamentais e igrejas, recrutar e mobilizar profissionais voluntários; implementar programas de saúde, educação e desenvolvimento comunitário; e treinar pilotos e mecânicos para servirem nas bases de operação como missionários.

veja também