ONG Presente de Alegria leva palhaçadas ao Parque do Piqueri

ONG Presente de Alegria leva palhaçadas ao Parque do Piqueri

Atualizado: Terça-feira, 12 Abril de 2011 as 10:39

Os 33 anos do Parque do Piqueri serão comemorados pela ONG Presente de Alegria de uma forma inusitada – uma “invasão” da trupe de palhaços, no sábado (16/4), a partir das 11 horas, durante a inauguração do Espaço Educador. Parte de uma ampla programação de atividades e oficinas coordenadas pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, a ação dos palhaços integrará o movimento colaborativo “A Corrente do Bem”.

Inspirado no Pay it Forward Day – surgido na Austrália, em 2007, alusivo ao livro Pay it Forward, de Catherine Ryan Hyde – A Corrente do Bem é um movimento da sociedade civil e tem a proposta de mobilizar as pessoas a incluir práticas e ações de gentileza no cotidiano. Presente em 30 países, o Pay it Forward Day mobilizou, em 2010, 250 mil pessoas; em 2011, a meta é inspirar a prática de mais de 3 milhões de atos de gentileza em todo o mundo.

No próximo sábado (16/4), a partir das 11 horas, o Parque do Piqueri, localizado na região centro-oeste da cidade de São Paulo, será “invadido” pela trupe de palhaços da ONG Presente de Alegria. Soma-se à ampla programação alusiva aos 33 anos do parque, evento coordenado pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, as divertidas dinâmicas dos palhaços-voluntários. A iniciativa representa a adesão da ONG Presente de Alegria ao movimento colaborativo “A Corrente do Bem”; a ação, que será realizada durante a inauguração do Espaço do Educador, prevê a distribuição de cartões que explicam o movimento e sugerem formas de participar ativamente em 28 de abril – Dia Mundial da Boa Ação (Pay it Foward Day) –, incluindo práticas de gentileza ao cotidiano. Presente em 30 países, o Pay it Forward Day mobilizou, em 2010, 250 mil pessoas; em 2011, a meta é inspirar a prática de mais de 3 milhões de atos de gentileza em todo o mundo.

Segundo Denise Hamano, uma das coordenadoras da ONG, o Presente de Alegria, assim como A Corrente do Bem, acredita que é possível criar um mundo melhor por meio do amor ao próximo, solidariedade e alegria. “Cada boa ação em nosso dia a dia, por menor que seja, pode fazer a grande diferença no cotidiano ou na vida de alguém; acreditamos que essa atitude pode ser compartilhada e inspirar cada vez mais pessoas”, afirma Denise.

Parque do Piqueri A programação comemorativa conta com oficinas temáticas de cultivo de orquídeas, minijardim, sabão caseiro, aulas de tai chi chuan, ioga, pilates, hapki-do, palestras, cenário interativo de moradia sustentável, contação de histórias, apresentação de teatro – e grupo de serestas –, trilha monitorada e varal de poesias. Na data do aniversário do Parque do Piqueri, 16 de abril, será inaugurado o Espaço Educador, uma área interativa na administração destinada aos visitantes, escolas e grupos interessados em conhecer a história, fauna, flora e as atividades oferecidas. O Parque do Piqueri dispõe de uma área de 97.200 metros quadrados e conta com infraestrutura de pista de cooper, campo de futebol de areia, áreas de estar, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, playgrounds, canchas de bocha, lago e bosque de leitura.

A fauna do Parque do Piqueri é composta por 82 espécies inventariadas, sendo que quatro delas são encontradas na Mata Atlântica (periquito-rico, pica-pau-anão-de-coleira, arredio-pálido e  saíra-da-mata). Podem ser encontradas também aves de rapina como o gavião-carijó, falcão-de-coleira e carrapateiro; aves aquáticas como socó-dorminhoco, garça-branca-grande e pequena, biguás, irerês, martim-pescador-grande e o verde. A história do Parque Piqueri é estreitamente ligada ao rio Tietê: o curso do rio adentrava a área original da Chácara do Piqueri antes de sua retificação, por volta de 1950. Ainda hoje é possível visitar um ancoradouro construído no local. O parque está localizado na rua Tuiuti, 515, Tatuapé; funciona de segunda-feira à sexta-feira, das 6 horas às 18 horas. Informações: (11) 2097-2213

A Corrente do Bem Criado pelo australiano Blake Beattie, em 2007, o movimento Pay it Forward Day (A Corrente do Bem) tem como proposta motivar as pessoas a incluir práticas de gentileza e generosidade no cotidiano. Inspirado na obra Pay it Forward, de Catherine Ryan Hyde, a ação – que contou com a adesão de 250 mil pessoas em 2010 – chega ao Brasil com o desafio de mostrar que boas ações são simples, rápidas, divertidas e têm um enorme potencial de transformar a sociedade. Na prática, o impacto social de uma boa ação, de um gesto de carinho ou de uma gentileza gera um fator multiplicador de bem-estar social. A iniciativa está presente em 30 países: Austrália, Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, África do Sul, Inglaterra, Cingapura, México, Escócia, Irlanda, Itália, França, Fiji, Rússia, Índia, Holanda, Bélgica, Noruega, Argentina, Espanha, Turquia, Síria, Croácia, Bósnia, Herzegovina, Coreia do Sul, Porto Rico, Suécia e Costa Rica.

Com a meta de inspirar mais de 3 milhões de atos de gentileza em todo o mundo, a edição 2011 de A Corrente do Bem tem por marco o dia 28 de abril – anualmente, a última quinta-feira do mês de abril – para uma mobilização global, em larga escala, em torno do chamado Pay it Forward Day (Dia Mundial da Boa Ação). Nessa data, milhares de pessoas confirmam a sua adesão, praticando um ato de gentileza, algo simples e desinteressado; a pessoa deve fazer um único pedido: o beneficiado pelo ato deve passar adiante a gentileza. Segundo Leonardo Eloi, idealizador da realização do movimento no Brasil, “o propósito é transformar a cultura das pessoas em relação ao altruísmo, solidariedade e irmandade de uma forma simples, cool e geradora de resultado”. Membro da comunidade internacional TED e host do TEDxSudeste, Eloi é um dos idealizadores de A Corrente do Bem ao lado de Livia Hollerbach e Mariana Fonseca; Rogério Leão atua como um dos coordenadores. www.acorrentedobem.org

  Presente de Alegria Após uma festa de criança – cujo tema era palhaços – Ricardo Cabral, engenheiro e ator, levou consigo um nariz de palhaço que viria usar no trânsito da cidade de São Paulo, animando as pessoas que por sua vez estavam irritadas ao voltarem de seus locais de trabalho. Com isso ele descobriu que podia mudar a rotina dos seres humanos utilizando a alegria. Em 28 de junho de 2006, após se aprofundar nas técnicas de Patch Adams – e transcrever assim um ousado projeto humanitário com a ajuda de amigos que acreditavam na melhora do mundo –, Ricardo fundou a ONG Presente de Alegria, organização sem fins lucrativos, tendo como marco inicial a visita a um orfanato. A ação desencadeou a procura do grupo por pessoas dispostas a ajudar, fazendo com que o Presente de Alegria prosperasse rapidamente e fosse atuar também em cidades como Limeira, São José dos Campos, Santos e Rio de Janeiro. www.presentedealegria.org.br  

veja também