Organização divulga índices de perseguição religiosa em Cuba

Organização divulga índices de perseguição religiosa em Cuba

Atualizado: Quarta-feira, 15 Janeiro de 2014 as 12:54

Organização divulga índices de perseguição religiosa em CubaO grupo de defesa de cristãos perseguidos "Christian Solidarity Worldwide" ("Solidariedade Cristã Mundial", em uma tradução livre) divulgou recentemente, os índices de perseguição religiosa em Cuba, referentes ao ano de 2013.
 
Em um comunicado, o chefe executivo da Organização, Mervyin Thomas expressou sua preocupação com relaçao à liberdade religiosa cada vez menor em Cuba.
 
"Estamos profundamente preocupados com a deterioração contínua da liberdade religiosa, durante o ano passado (2013) em Cuba. A cada domingo o governo continua a violar o mais básico dos direitos:  O de participar livremente dos cultos e fazer parte de uma comunidade religiosa sem interferência", declarou.
 
A CSW registrou 185 casos de violação da liberdade religiosa só em 2013, enquanto em 2012 foram 120. A maioria das vítimas nestas siatuações era católica, mas muitos batistas, pentecostais e metodistas também foram alvo da intolerância.
 
Na maioria dos casos, prisões abitrárias de cristãos a caminho de suas igrejas são o que constam nos registros, porém relatos de assédio , intimidação e pressão por parte da polícia também ocorreram.
 
Segundo a CSW, tais pressões surgem no Escritório de Assuntos Religiosos do Comitê Central do Partido Comunista Cubano. A Missão afirma que o objetivo desta organização governamental é forçar grupos religiosos a mudarem suas estruturas de governo interno, estatutos e constituições, tornando-os menos democráticos e, consequentemente, mais fácil de serem controlados pelo governo.
 
Igrejas que não aderem a tal "solicitação" do governo ou contestam algumas regras sofrem sanções legais ou até mesmo seu encerramento.
 
Um exemplo de violação brutal dos direitos humanos neste sentido foi o espancamento e posterior prisão de seis membros de um grupo protestante inter-denominacional no país.
 
O grupo permaneceu detido por nove horas dentro de uma cela sem janelas , sem ventilação ou luz. O motivo da prisão? A  tentativa de realizar ações de evangelismo ao ar livre na cidade de Bayamo.
 
Descrevendo um perigo iminente , em 2014 , o Sr. Thomas explicou que as igrejas têm sofrido pressões por parte do governo até com intervenções em suas contas bancárias. 
 
"Estamos particularmente preocupados com as tentativas do governo de exercer o controle sobre os assuntos internos de grupos religiosos e, especificamente, no novo regulamento que limita denominações inteiras e associações religiosas para uma conta bancária. Dado que o governo intervém sobre o banco e regularmente congela as contas de igrejas individuais, como forma de exercer pressão ou puni-los, este é um desenvolvimento extremamente preocupante", alerta.
 
Com informações do ChristianToday.com
 
Tradução por João Neto
 

veja também